Nesta última terça-feira (03) o rapper CeeLo Green deletou sua conta no Twitter após afirmar que se pessoa está inconsciente e for estuprada, não é estupro.

Pessoas que realmente foram estupradas se LEMBRAM!!! (…) Se alguém está desmaiado, ele (o estuprador) não está COM você conscientemente! Então COM implica o consentimento“, opinou o rapper.

O líder do Gnarls Barkey reativou sua conta e pediu desculpas por conta da gigantesca repercussão que seus comentários geraram.

Eu realmente peço as mais profundas desculpas pelos comentários atribuídos a mim no Twitter. Aqueles comentários foram idiotas, falsos e não é o que acredito“, postou o cantor.

Na última semana, Green foi condenado a três anos de condicional e 45 dias de serviço comunitário por posse de ectasy, também foi acusado de fornecer a droga para uma mulher que diz lembrar de nada no momento em que estava jantando com o rapper e ter acordado nua em sua cama.

A última apresentação do músico no Brasil foi em 2012, durante o festival Sónar SP, no Anhembi.

- PUBLICIDADE -
Avatar
Leonardo Silva: Sonhador, estranho, inibido e estranho novamente. Às vezes engraçado, de vez em quando muito sem graça. Bipolar, talvez. Um pouco hipócrita, invejoso. Aliás, todos nós somos, afinal, fazemos parte da raça humana. Apaixonado por música, alma vendida ao rock and roll e coração dominado por bandas como: Aerosmith, Kiss, Led Zeppelin, The Beatles e Guns N' Roses. Virgiano que não acredita em perfeição, mas sim que se pode espantar os males cantando. Cursando jornalismo desde 2013 na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), este sujeito começou a escrever para o Nação da Música em 2014 e espera relacionar suas duas paixões para sempre.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!