Elton John se junta a Charlie Puth em novo single “After All”

Elton John
Divulgação
- ANUNCIE AQUI -
Lubeka

“After All”, a mais nova faixa de Elton John, foi lançada nessa quinta-feira (23) e conta com a participação do cantor e compositor americano Charlie Puth. A canção fará parte do próximo disco do artista, chamado de “The Lockdown Sessions”, que está para sair no dia 22 de outubro desse ano, 2021, e será composto de 16 colaborações, como você pôde acompanhar aqui na Nação da Música.

- ANUNCIE AQUI -
Lubeka

Com Charlie Puth no teclado, produção, além de seus vocais, a canção soa como um clássico de Elton John, inclusive com letras sentimentais e dedicadas ao amor, por exemplo os versos: “Pensei que tinha encontrado amor vezes demais / Até você me mostrar o que isso realmente significa”, em tradução livre. “Eu toquei piano elétrico e escrevi a melodia completa, depois Charlie escreveu as letras bem rápido. Ele é muito rápido, Charlie. Nós tivemos uma química incrível no estúdio”, comentou o artista lendário em declaração à Rolling Stone.

- ANUNCIE AQUI -

Para escutar a faixa “After All”, de Elton John com Charlie Puth, inteira, só conferir o player ao fim dessa matéria – ou clicar aqui para ouvi-la em sua plataforma de streaming favorita.

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Elton John, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- ANUNCIE AQUI -
Estudante de jornalismo, não-binárie e apaixonade por música. Sempre aberte para ouvir qualquer gênero, artista ou década. O universo do pop, principalmente hyperpop, k-pop e synthpop, é onde eu vivo e sobrevivo.