Queen ataca Donald Trump por uso indevido de “We Are The Champions”

queen

Em comunicado publicado na última terça-feira (19) e divulgado pela Sony/ATV Music Publishing, o Queen repudia veemente e nega a autorização para o uso do clássico “We Are The Campions”, por parte do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump.

Estamos frustados pelo uso não autorizado e repetitivo da canção, principalmente após um pedido anterior, que foi, obviamente, ignorado pelo Sr. Trump e sua equipe de campanha. O Queen não quer ter uma música associada a qualquer debate político em qualquer país. Também não queremos “We Are The Champions” para ser usada como suporte ao Sr. Trump e os ponto de vista políticos do Partido Republicano. Nós confiamos, desejamos e esperamos que o Sr. Trump e sua equipe respeite esse desejo” disse o comunicado da banda. A equipe do candidato ainda não se manifestou a respeito.

Durante a primeira noite da Convenção Nacional Republicana, Trump subiu ao palco ao som do clássico, feito em 1977 pela banda, antes de apresentar Melania, sua esposa, que deu voz a atração principal da noite. Naquela ocasião, o Queen se manifestou no Twitter: “Um uso não autorizado na convenção republicana contra os nossos desejos“.

A banda britânica se junta a um time de artistas que Trump usou canções sem permissão. Além do Queen; REM, Neil Young, Aerosmith e Everlast já haviam se manifestado contra o uso indevido por parte da campanha do republicano.

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do Queen e da Nação da Música.

COMPARTILHAR
André Ávila
Salvador, BA | 1990

DEIXE SEU COMENTÁRIO!