The Cribs anuncia novo álbum e divulga nova música; confira

Informações da revista britânica NME confirmam que o The Cribs anunciou, na última segunda-feira (19) a data de lançamento para seu próximo álbum e a divulgação de uma faixa inédita.

- PUBLICIDADE -
Maneva

“For All My Sisters” é o sexto álbum da banda, seguindo “In The Belly Of The Brazen Bull”, lançado em 2012, e a compilação “Payola”, de 2013. O novo material será lançado no dia 23 de março em LP duplo vinil, CD, CD/DVD deluxe – com imagens ao vivo de duas apresentações de Natal da banda em Leeds “Town & Country Club em 2013 – e digitalmente.

- PUBLICIDADE -

Em declarações à NME, no ano passado, o cantor/baixista Gary Jarman descreveu o som do álbum como “influenciado por todas as coisas que tenho escutado – The Replacements e pop dos anos 80, basicamente”. Gravado em Nova York, ele vê a banda trabalhar com o produtor Ric Ocasek, mais conhecido como o vocalista do The Cars. O cantor/guitarrista Ryan Jarman disse que Ocasek “não faz gravações como uma arma para contratar; ele escolhe uma banda. Tentamos trazê-lo desde o terceiro disco, agora ele pensa que somos definitivamente bom o suficiente”

- PUBLICIDADE -

Além do anúncio do novo álbum, os irmãos também divulgaram a faixa “An Ivory Hand”, que estará em seu novo projeto. O primeiro single, “Burning For No One”, será lançado juntamente com o álbum em 23 de março.

- PUBLICIDADE -

Confira a tracklist e a capa de “For All My Sisters”:

‘Finally Free’
‘Different Angle’
‘Burning For No One’
‘Mr. Wrong’
‘An Ivory Hand’
‘Simple Story’
‘City Storms’
‘Pacific Time’
‘Summer Of Chances
‘Diamond Girl’
‘Spring On Broadway’
‘Pink Snow’

- PUBLICIDADE -

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do The Cribs e da Nação da Música.

Júlia Canedo: Estudante de jornalismo na cidade louca que é o Rio de Janeiro. Curte festinhas, futebol, cerveja, não é referência comportamental pra ninguém e gosta de dar pitaco em tudo. Apaixonada por música, do funk ao punk rock, pretende seguir a carreira de fã por muito tempo. Escreve pro Nação da Música, passa o seu tempo no twitter e ainda sofre por não ter conseguido ir à um show do Oasis.