A Magia do Ano 4 e a Fábrica de Hits; 1984 na terra do Tio Sam

Quando comentei em casa que iria escrever sobre a magia dos anos terminados em quatro na música, a primeira coisa que a minha madrasta falou foi: “1984 foi um dos anos mais brilhantes da música”. Entre as estreias do ano estão o Bon Jovi e o Red Hot Chili Peppers e, dos que já estavam na estrada, Iron Maiden, U2 e Madonna engrossam a lista. Recheado de clássicos, o ano será divido em dois posts: a primeira parte, vamos ver alguns dos artistas americanos que deixaram sua marca em 84.

- ANUNCIE AQUI -
Lubeka

Incorporando o New Wave e o dance-pop, chegava ao mercado americano em 12 de novembro de 1984, o álbum “Like a Virgin”, da (futura) rainha do pop, Madonna. Além dos singles que acompanham os repertórios da cantora até hoje, o disco imortalizou a imagem da loira vestida de noiva com o cinto “Boy Toy” – que foi usado por sua filha Lourdes Maria 25 anos depois, na versão do vídeo de “Celebration” com colaborações dos fãs da diva. Muito mais que provar que Madonna Louise Ciccone não era apenas mais uma “One-hit-wonder”, “Like a Virgin” se tornou um marco dos anos 80 e abriu as portas para que a “Material Girl” tomasse o mundo em suas mãos.

- ANUNCIE AQUI -

84 também foi responsável pela estréia do funk-rock dos californianos do Red Hot Chili Peppers. Do disco homônimo, muita gente só deve lembrar-se da música “True Men Don’t Kill Coyotes”, que ganhou um clipe pra lá de bizarro e foi o que ajudou o iniciante grupo a montar sua sólida base de fãs. O álbum não conseguiu entrar no top 200 da Billboard (ficou na posição 201), o que decepcionou a gravadora, e recebeu algumas críticas negativas. Por sorte, nada disso desanimou o quarteto, que lançou no ano seguinte “Freaky Styley”, que também não foi lá tão bem recepcionado, mas ficou em um patamar um pouco melhor que o sucessor.

- ANUNCIE AQUI -

E o que seriam do penteado mullet e das declarações piegas de amor sem Jon Bon Jovi? Há 30 anos debutava nas paradas a primeira música do quarteto de New Jersey, que leva o nome do frontman do grupo. No disco, também homônimo, uma faixa chama atenção: “Shot Through the Heart”. Apesar de não ter nada a ver com a música “You Give a Love a Bad Name”, que leva no refrão a frase, muitos desavisados acreditam que a música de 1984 seja uma primeira versão da que seria o primeiro #1 da banda. A excessão de Alec Such, que saiu em 1994, o Bon Jovi comemora as três décadas com a formação original.

- ANUNCIE AQUI -

O hip-hop teve sua vez em 1984. Se tornando um divisor de águas do gênero, o Run-D.M.C. lançou seu primeiro trabalho com rimas e batidas muito mais agressivas em contraste total com os outros artistas, considerado “festa de bairro”. Trazendo elementos do rock para o rap, o Run-D.M.C. cravou seu lugar nas principais listas de melhores álbuns e é responsável por influenciar bandas que andam no limite dos dois gêneros como Rage Against the Machine. O disco está também entre os responsáveis pelo nascimento do “gangsta rap”, que mudaria o estilo meia década depois.

O ano do Big Brother (e se você não pegar essa referência, corra para a livraria mais próxima AGORA) ainda teve lançamentos do Iron Maiden, The Smiths, Nena, The Cult… Impossível de por em um post só. Na semana que vem, 1984 na Terra da Rainha!

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

 

- PUBLICIDADE -