No dia 07 de junho de 2004 chegou às lojas “Hot Fuss”. Poderia ser qualquer outro lançamento como muitos desse ano? Poderia, mas não foi. O álbum marcou a estreia da banda de Las Vegas The Killers e trouxe para as paradas indies músicas como “Jenny Was a Friend of Mine”, “Mr. Brightside”, “Smile Like You Mean It” e “Somebody Told Me”.

Para início de conversa, a sensação começa por ser uma banda criada nos primeiros anos dos anos 2000 deserto de Nevada, mas que poderia ter saído da cena indie que dominou a Inglaterra dos anos 80. Influenciados diretamente por New Order, Duran Duran, The Smiths e David Bowie, Brandon Flowers, Dave Keuning, Mark Stoermer e Ronnie Vannucci, Jr. abocanharam de forma espetacular e dançante os fãs sedentos por um rock mais pop e que queriam fechar, nem fosse provisoriamente, a garagem que o The Strokes tinha aberto em 2001 com “Is This It”.

Um dos pontos altos desse debute foi ter trazido à tona um marco para os frontmans do início dos anos 00. Sempre classudo, com vestes e cabelo impecáveis, Flowers, como bem disse Marcelo Costa em 2009, lidera shows como um culto acompanhado de forma fervorosa por seus seguidores. Foi assim em 2004, foi assim em 2009 e foi assim em 2013, na mais recente passagem do grupo pelo país. O Killers nasceu para ser apoteótico e assim continua depois de 10 anos de seu primeiro lançamento.

Esse é um dos discos para ouvir antes de morrer? Com certeza. Um dos melhores discos da década 00-09? Sem sombra de dúvidas. Até nas listas, o “Hot Fuss” – assim como seus contemporâneos – mostrou a que veio. E continuou mostrando nos álbuns seguintes “Sam’s Town” (2006), “Day & Age” (2008) e “Battle Born” (2012) – peculiares a sua forma, mas nenhum “Hot Fuss”, particularmente.

No ano de comemoração aos 10 anos do golpe de mestre que colocou a banda nas principais paradas através do mundo, o Killers preparou uma coletânea, “Direct Hits”, que contou com os singles dos quatro álbuns e mais três músicas inéditas (contando com o remix de “When We Were Young”).

Na semana que vem: Arcade Fire adiciona sua marca em 2004 com “Funeral”! Não perca.

- PUBLICIDADE -