Confira a lista de vencedores do Grammy 2020

- PUBLICIDADE -
Billie Eilish
Divulgação
@nacaodamusica

Aconteceu nesse domingo (26) a 62ª edição do Grammy. A premiação teve como grande vencedora a Billie Eilish. A cantora ganhou quatro categorias, entre elas a de “Artista Revelação”, “Melhor Álbum do Ano” e “Melhor Música do Ano”.

Também foram destaque, a Lizzo que levou para casa três prêmios, e Lady Gaga e o Lil Nas X, ambos vencendo em duas categorias. A noite teve ainda a volta aos palcos de Demi Lovato, que apresentou o single inédito “Anyone”.

O evento contou com as performances de Lizzo, Tyler, The Creator, Alicia Keys e Brittany Howard, Rosália, Ariana Grande, Billie Eilish, Camila Cabello, Aerosmith e mais. O Usher e FKA Twigs se uniram em um tributo a Prince.

John Legend ao lado de DJ Khaled, Meek Mill, Roddy Ricch, Kirk Franklin e YG, homenagearam o rapper Nipsey Hussle. A premiação foi dedicada à lenda do basquete Kobe Bryant, sua filha Gianna Bryant e outras sete pessoas, mortos no mesmo dia em um acidente aéreo.

Álbum do Ano:
When We All Fall Asleep Where Do We Go — Billie Eilish – VENCEDORA
“I,I” — Bon Iver
“Norman F***ing Rockwell” — Lana Del Rey
“Thank U, Next” — Ariana Grande
“I Used to Know Her” — H.E.R.
“7” — Lil Nas X
“Cuz I Love You” — Lizzo
“Father of the Bride” — Vampire Weekend

Gravação do Ano:
“Bad Guy” — Billie Eilish – VENCEDORA
“Hey, Ma” — Bon Iver
“7 Rings” — Ariana Grande
“Hard Place” — H.E.R.
“Talk” — Khalid
“Old Town Road” — Lil Nas X e Billy Ray Cyrus
“Truth Hurts” — Lizzo
“Sunflower” — Post Malone e Swae Lee

Música do Ano:
“Bad Guy” — Billie Eilish O’Connell e Finneas O’Connell – VENCEDORA
“Always Remember Us This Way” — Natalie Hemby, Lady Gaga, Hillary Lindsey e Lori McKenna
“Bring My Flowers Now” — Brandi Carlile, Phil Hanseroth, Tim Hanseroth e Tanya Tucker
“Hard Place” — Ruby Amanfu, Sam Ashworth, D. Arcelious Harris, H.E.R. e Rodney Jerkins
“Lover” — Taylor Swift
“Norman F***ing Rockwell” — Jack Antonoff e Lana Del Rey
“Someone You Loved” — Tom Barnes, Lewis Capaldi, Pete Kelleher, Benjamin Kohn e Sam Roman
“Truth Hurts” — Steven Cheung, Eric Frederic, Melissa Jefferson e Jesse Saint John

Artista Revelação:
Billie Eilish – VENCEDORA
Black Pumas
Lil Nas X
Lizzo
Maggie Rogers
Rosalía
Tank and the Bangas
Yola

Melhor Performance Pop Solo:
“Truth Hurts” — Lizzo – VENCEDORA
“Spirit” — Beyoncé
“Bad Guy” — Billie Eilish
“7 Rings” — Ariana Grande
“You Need To Calm Down” — Taylor Swift

Melhor Colaboração de Rap:
“Higher” — DJ Khaled feat Nipsey Hussle & John Legend – VENCEDORA
“Drip Too Hard” — Lil Baby & Gunna
“Panini” — Lil Nas X
“Ballin” — Mustard Featuring Roddy Ricch
“The London” — Young Thug Featuring J. Cole & Travis Scott

Melhor Performance de R&B;
“Come Home” — Anderson .Paak feat André 3000 – VENCEDOR
“Love Again” — Daniel Caesar & Brandy
“Could’ve Been” — H.E.R. feat Bryson Tiller
“Exactly How I Feel” — Lizzo feat Gucci Mane
“Roll Some Mo” — Lucky Daye

Melhor Performance de Duo/Grupo Country;
“Speechless” — Dan + Shay – VENCEDORES
“Brand New Man” — Brooks & Dunn e Luke Combs
“I Don’t Remember Me (Before You)” — Brothers Osborne
“The Daughters” — Little Big Town
“Common” — Maren Morris e Brandi Carlile

Melhor Performance de R&B Tradicional:
“Jerome” — Lizzo – VENCEDORA
“Time Today” — BJ The Chicago Kid
“Steady Love” — India.Arie
“Real Games” — Lucky Daye
“Built For Love” — PJ Morton e Jazmine Sullivan

Melhor Performance de Metal:
“7empest” — Tool – VENCEDOR
“Astorolus” – The Great Octopus — Candlemass Featuring Tony Iommi
“Humanicide” — Death Angel
“Bow Down” — I Prevail
“Unleashed” — Killswitch Engage

Melhor Álbum Vocal de Pop:
“When We All Fall Asleep, Where Do We Go” — Billie Eilish – VENCEDOR
“The Lion King: The Gift” — Beyoncé
“Thank U, Next” — Ariana Grande
“No. 6 Collaborations Project” — Ed Sheeran
“Lover” — Taylor Swift

Melhor Performance de Pop em Grupo ou Duo:
“Old Town Road” — Lil Nas X e Billy Ray Cyrus – VENCEDOR
“Boyfriend” — Ariana Grande e Social House
“Sucker” — Jonas Brothers
“Señorita” — Shawn Mendes e Camila Cabello

Melhor Música de Rock:
“This Land” — Gary Clark Jr. – VENCEDOR
“Fear Inoculum” — Tool
“Give Yourself a Try” —The 1975
“Harmony Hall” — Vampire Weekend
“History Repeats” — Brittany Howard

Melhor Performance de Rock:
“This Land” — Gary Clark Jr. – VENCEDOR
“Pretty Waste” — Bones UK
“History Repeats” — Brittany Howard
“Woman” — Karen O & Danger Mouse
“Too Bad” — Rival Sons

Melhor Álbum de R&B:
“Venture” — Anderson .Paak – VENCEDOR
“1123” — BJ The Chicago Kid
“Painted — Lucky Daye
Ella Mai — Ella Mai
Paul — PJ Morton

Melhor Álbum de Rap
“Igor “— Tyler, The Creator -VENCEDOR
“Revenge Of The Dreamers III — Dreamville
Championships — Meek Mill
I Am > I Was — 21 Savage
The Lost Boy — YBN Cordae

Melhor Álbum Vocal de Pop Tradicional:
“Look Now” — Elvis Costello & The Imposters – VENCEDOR
“Sì” — Andrea Bocelli
“Love” — Michael Bublé
“A Legendary Christmas” — John Legend
“Walls” — Barbra Streisand

Melhor Álbum de Country:
“While I’m Livin’ “— Tanya Tucker – VENCEDOR
“Desperate Man” — Eric Church
“Stronger Than The Truth” — Reba McEntire
“Interstate Gospel” — Pistol Annies
“Center Point Road” — Thomas Rhett

Melhor Álbum de Rock:
“Social Cues” — Cage The Elephant – VENCEDOR
“In The End” — The Cranberries
“Trauma” — I Prevail
“Feral Roots” — Rival Sons
“Amo” — Bring Me The Horizon

Melhor Álbum de Rock, Música Urbana e Alternativa Latina:
Rosalia — El Mal Querer – VENCEDOR
Bad Bunny — “X 100PRE”
J Balvin & Bad Bunny — “Oasis”
Flor de Toloache — “Indestrutible”
iLe — “Almadura”

Melhor Álbum de Música Alternativa:
“Father Of The Bride” — Vampire Weekend – VENCEDOR
“U.F.O.F.” — Big Thief
“Assume Form” — James Blake
“I,I” — Bon Iver
“Anima” — Thom Yorke

Melhor Álbum Contemporâneo Urbano:
“Cuz I Love You” — Lizzo – VENCEDOR
“Apollo XXI” — Steve Lacy
“Overload” — Georgia Anne Muldrow
“Saturn” — NAO
“Being Human In Public” — Jessie Reyez

Melhor álbum pop vocal tradicional:

“Look now” — Elvis Costello & The Imposters

Melhor gravação dance:

“Got to keep on” — The Chemical Brothers

Melhor álbum dance/eletrônico:

“No geography” — The Chemical Brothers

Melhor álbum instrumental contemporâneo:

“Mettavolution” — Rodrigo Y Gabriela

Melhor álbum de música alternativa:

“Father of the bride” — Vampire Weekend

Melhor canção r&b:

“Say so” (PJ Morton com JoJo)

Melhor álbum r&b:

“Ventura” (Anderson .Paak)

Melhor performance rap:

“Racks in the middle” (Nipsey Hussle com Roddy Rich e Hit-Boy)

Melhor performance de rap cantado:

“Higher” (DJ Khaled com Nipsey Hussle e John Legend)

Melhor canção rap:

“A lot” (21 Savage com J. Cole)

Melhor álbum new age:

“Wings” (Peter Kater)

Melhor solo de jazz improvisado:

“Sozinho” (Randy Brecker)

Melhor álbum de jazz vocal:

“12 little spells” (Esperanza Spalding)

Melhor álbum de jazz instrumental:

“Finding Gabriel” (Brad Mehldau)

Melhor álbum jazz de grande banda:

“The omni-American book club” (Brian Lynch Big Band)

Melhor álbum de jazz latino:

“Antidote” (Chick Corea e The Spanish Heart Band)

Melhor canção/performance gospel:

“Love theory” (Kirk Franklin)

Melhor canção/performance cristã contemporânea:

“God only knows” (KING & COUNTRY e Dolly Parton)

Melhor álbum gospel:

“Long live love” (Kirk Franklin)

Melhor álbum cristão contemporâneo:

“Burn the ships” (KING & COUNTRY)

Melhor álbum gospel de raiz:

“Testimony” (Gloria Gaynor)

Melhor álbum pop latino:

“#Eldisco” (Alejandro Sanz)

Melhor álbum de música mexicana regional:

“De ayer para siempre” (Mariachi Los Camperos)

Melhor álbum tropical latino:

Prêmio dividido: “Opus” (Marc Anthony) e “A jorney through Cuban music” (Aymée Nuviola)

Melhor performance de raízes americanas:

“Saint honesty” (Sara Bareilles)

Melhor canção de raízes americanas:

“Call my name” (I’m With Her)

Melhor álbum americana:

“Oklahoma” (Keb’ Mo’)

Melhor álbum bluegrass:

“Tall fiddler” (Michael Cleveland)

Melhor álbum de blues tradicional:

“Tall, dark & handsome” (Delbert McClinton e Self-Made Men + Dana)

Melhor álbum de blues contemporâneo:

“This land” (Gary Clark Jr.)

Melhor álbum folk:

“Patty Griffin” (Patty Griffin)

Melhor álbum de músicas de raízes regionais:

“Good time” (Ranky Tanky)

Melhor álbum reggae:

“Rapture” (Koffee)

Melhor álbum de world music:

“Celia” (Angélique Kidjo)

Melhor álbum infantil:

“Ageless songs for the child archetype” (Jon Samson)

Melhor audiolivro:

“Becoming” (Michelle Obama)

Melhor álbum de comédia:

“Sticks & stones” (Dave Chappelle)

Melhor álbum de musical teatral:

“Hadestown” (Elenco original da Broadway)

Melhor compilação de trilha sonora para mídia visual:

“Nasce uma estrela” (Lady Gaga e Bradley Cooper)

Melhor trilha original para mídia visual:

“Chernobyl” (Hildur Guðnadóttir)

Melhor canção composta para mídia visual:

“I’ll never love again” (Lady Gaga e Bradley Cooper, de “Nasce uma estrela”)

Melhor composição instrumental:

“STAR WARS: GALAXY’S EDGE SYMPHONIC SUITE” (John Williams)

Melhor arranjo de instrumentos e vocais:

“All night long” (Jacob Collier com Jules Buckley, Take 6 & Metropole Orkest)

Melhor box de gravação:

“Chris Cornell” (Chris Cornell)

Melhor box de edição limitada:

“WOODSTOCK: BACK TO THE GARDEN – THE DEFINITIVE 50TH ANNIVERSARY ARCHIVE” (Vários artistas)

Melhor álbum de anotações:

“STAX ’68: A MEMPHIS STORY” (Vários artistas)

Melhor álbum histórico:

“PETE SEEGER: THE SMITHSONIAN FOLKWAYS COLLECTION” (Pete Seeger)

Melhor engenharia de álbum, não clássico:

“When we all fall asleep, where do we go?” (Billie Eilish)

Produtor do ano, não clássico:

Finneas O’Connell

Melhor remix:

“I rise (Tracy Young’s Pride Intro Radio Remix)” (Madonna)

Melhor álbum de áudio imersivo:

“Lux” (Anita Brevik, Trondheimsolistene & Nidarosdomens Jentekor)

Melhor engenharia de álbum, clássico:

“Riley: Sun rings” (Kronos Quartet)

Produtor do ano, clássico:

Blanton Alspaugh

Melhor performance de orquestra:

“Norman: Sustain” (Filarmônica de Los Angeles)

Melhor gravação de ópera:

“Picker: Fantastic Mr. Fox” (Boston Modern Orchestra Project; Boston Children’s Chorus)

Melhor performance de coral:

“Duruflé: Complete choral works” (Ken Cowan; Houston Chamber Choir)

Melhor performance de música de câmara:

“MARSALIS: VIOLIN CONCERTO; FIDDLE DANCE SUITE” (Orquestra da Filadélfia)

Melhor álbum clássico vocal solo:

“Songplay” (Steve Barnett e Lautaro Greco)

Melhor compêndio clássico:

“The poetry of places”

Melhor composição clássica contemporânea:

“HIGDON: HARP CONCERTO” (Yolanda Kondonassis, Ward Stare & The Rochester Philharmonic Orchestra)

Melhor videoclipe:

“Old town road” (Lil Nas X & Billy Ray Cyrus)

Melhor filme de música:

“Homecoming” (Beyoncé)

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Grammy, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se. Confira alguns momentos da premiação:

- PUBLICIDADE -