Demi Lovato diz que vai gravar nova música após atentado contra a democracia

Demi Lovato
Reprodução
- PUBLICIDADE -
Siga @nacaodamusica no Twitter
- PUBLICIDADE -
Siga @nacaodamusica no Twitter

A cantora e compositora Demi Lovato utilizou suas redes sociais para se manifestar contra os ataques que ocorreram nos Estados Unidos na tarde de quarta-feira (6). Após uma invasão no Capitólio e uma onda de protestos a favor de Donald Trump, a artista pediu o impeachment do presidente e disse que está no estúdio para gravar algo especial em resposta ao atentado.

O texto de Demi Lovato diz: “Meu coração está partido. Me deixa muito triste acreditar como fui inocente em pensar que isso não poderia acontecer, e mesmo assim aconteceu. Aqui estamos nós. Para todos nos comentários perguntando onde está o meu próximo álbum ou querendo que eu cante em vez de falar sobre o que precisa mudar nesse país, é por isso que eu posto tanto. É por isso que eu me importo. Isso não pode mais acontecer. Eu estou brava e envergonhada. Estou no estúdio trabalhando em algo especial após o ataque à democracia de hoje”.

- PUBLICIDADE -

Em outubro de 2020, Demi Lovato lançou uma música de protesto na época das eleições presidenciais norte-americanas. A letra de “Commander In Chief” faz uma forte crítica ao momento político vivido no país e você pode conferir o resultado clicando no player no fim desta página.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Demi Lovato, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -