brand new

Sabe aqueles discos que você pega para ouvir e não consegue pular uma música? Independente de quantas vezes você já o escutou, é sempre na íntegra. São aqueles materiais que, se você escuta uma música solta, vai passar o dia morrendo de vontade de pegar o CD inteiro e ir viajando, faixa por faixa. Essa é uma sensação recorrente todas as vezes que escuto “Deja Entendu”, segundo disco da carreira do Brand New, lançado em 2003, e um dos materiais mais emblemáticos da banda de Long Island.

Seu antecessor, “Your Favorite Weapon” de 2001, apresentou o Brand New ao mundo de uma forma muito interessante – e com um material muito bom – sendo uma banda completamente ciente de suas intenções. O disco mostrava uma sonoridade bem puxada para o pop punk. Levando isso em conta, é importante dizer que “Deja Entendeu” traz o grupo ainda dentro de suas influências, mas com uma pegada bem mais madura e flertando bastante com outros elementos.

Melhor Música: O disco possui dois singles oficiais, “The Quiet Things That No One Knows” e “Sic Transit Gloria… Glory Fades”, duas das mais marcantes canções da carreira da banda. Mas, na minha opinião, a melhor música de “Deja Entendu” é “I Will Play My Game Beneath The Spin  Light”. É uma das minhas letras favoritas no geral, e óbvio que se destaca nesse material. Jesse Lacey, vocalista da banda, não esconde suas inspirações sentimentais em suas composições, e isso fica extremamente evidente na terceira canção do álbum.

Ponto Forte: É difícil escolher só um ponto forte no material, então é possível destacar aqui o ponto forte do Brand New como banda: suas letras. É incrível a capacidade que as composições do grupo tem de pegar as mais diferentes inspirações e referências, e apresentar isso de forma incrível aos seus ouvintes. Seja com letras recheadas de metáforas ou com uma sinceridade brutal. Esse aspecto faz com que diferentes músicas do grupo cresçam em você de maneiras diferentes, em tempos diferentes. Por isso, é sempre bom dizer que uma viagem periódica pela discografia do Brand New não faz mal nenhum.

Ponto Fraco: Talvez o ponto fraco do disco seja a sua falta de popularidade, no quesito geral. É um álbum muito interessante, talvez um dos mais marcantes lançados pelo rock alternativo norte-americano ao longo da última década. Não me entenda mal, o Brand New é grande, tem uma base de fãs fiel e é, sem sombra de dúvidas, umas das grandes representantes dessa cena. Mas sempre fica aquela sensação de “podia ser mais”, sabe? Uma álbum como “Deja Entendu” não merece manter-se desconhecido para muitas pessoas.

- PUBLICIDADE -

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades da Nação da Música. Confira “Deja Entendu”.