Gabriel EliasColecionando mais de 100 milhões de visualizações no YouTube e 1,2 milhões de ouvintes mensais no Spotify, Gabriel Elias acaba de lançar nesta sexta-feira seu mais novo trabalho, o EP “Fiz Esse Som Pra Você”. O músico liberou também o videoclipe oficial da faixa homônima.

Além da versão original de “Fiz Esse Som Pra Você”, o trabalho vem ainda com a edição acústica e um remix da canção. A Nação da Música conversou com Gabriel Elias sobre a motivação por trás desse lançamento, a parceria dos sonhos e também sobre seu próximo disco “Quatro Estações”, que nada mais é do que uma compilação de quatro EPs lançados em 2018, com uma faixa bônus.

Entrevista por Marina Moia.

—————————————————- Leia a íntegra:
Conta pra gente sobre esse novo EP “Fiz esse som pra você”, que traz versões da música que leva o nome do trabalho. Como surgiu a ideia do lançamento?
Gabriel: A ideia de ter vários versões de “Fiz Esse Som Pra Você” veio porque é um som que dá muita abertura pra tudo e a gente sentiu que o público pedia bastante a versão acústica. Vários DJs queriam o remix, a gente já estava pensando em fazer o remix de alguma música e vimos que essa era a hora.

Seguramos um pouco, mas sentimos que essa era a hora e esse era o som que dava essa liberdade pra gente fazer isso. Também era um jeito pra agregarmos todos os públicos. É minha canção favorita e eu quero muito que essa mensagem possa chegar a todas as tribos e a todos os públicos.

O videoclipe também será lançado e você repetiu a parceria com Stefano Loscalzo. Como foram as gravações? Você também participa das ideias e da parte criativa dos clipes?
Gabriel: Mais uma vez com o Stefano, é um cara que eu sinto muita confiança e a gente tem uma intimidade muito legal pra trabalhar junto. Eu me sinto muito à vontade e confio muito no trabalho dele.

- PUBLICIDADE -

Ainda tem isso de termos uma parceria muito colaborativa. O Stefano, eu, nossa gravadora Deck, o meu empresário Tiê. A gente consegue construir esse trabalho todo mundo junto. Isso é muito legal. Eu sempre estou ali e sempre faço questão de participar.

Além deste novo EP, você também vai lançar o disco “Quatro Estações”, que é uma compilação de quatro outros EPs que lançou ao longo de 2018. Como você teve a ideia de fazer esses lançamentos aos poucos, de acordo com cada estação? O que te motivou/inspirou?
Gabriel: O disco “Quatro Estações” ainda vai sair. A ideia de lançar os quatro EPs e depois transformar num disco foi justamente por uma nova demanda da música. Acho que às vezes você lança um disco e acaba tendo duas canções com destaque maior e as outras um pouco se perdendo, não tendo o destaque. Como a gente adorava todas as canções, dividimos esse disco por estações e esses sons teriam maior destaque.

Além disso, a gente criou todo um conceito tipo, o som pra você ouvir no inverno, tem a ver com o inverno, o som pra ouvir no verão, tem a ver com o verão. Você recebe aquele som de acordo com o que está rolando e torna muito mais a ver com quando aquele som foi lançado. É dai que veio todo esse conceito do “Quatro Estações”, por um lance de demanda e também por um lance de como as pessoas receberiam aquele som, valorizando cada um deles.

Como foi o processo de criação e produção desses EPs? Você gravou tudo de uma vez ou foi aos poucos?
Gabriel: A gente foi gravando aos poucos, realmente pra ter essa cara de cada estação e até pra pegar um amadurecimento, porque a gente muda muito. Apesar de termos nossas particularidades, durante um ano, que foi o tempo de produção desses EPs, a gente acaba pegando outras referências. Então a gente quis fazer isso aos pouquinhos e conseguir dar o maior carinho pra cada canção. Foi um trabalho que a gente quis mesmo usar o tempo e tudo mais que tínhamos a nosso favor.

- PUBLICIDADE -

Recentemente você abriu o show do Donavon Frankenreiter. Pode nos contar como foi essa experiência?
Gabriel: Abrir o show do Donavon foi uma experiência muito irada, muito feliz. Porque eu sempre fui muito fã, sempre foi um cara que desde muito novo eu acompanhei e poder dividir o palco com um cara desse porte, com tanta verdade e tanto talento, é uma grande honra. Foi sensacional. Começamos o ano com o pé direito!

Vocês já fez algumas colaborações na sua carreira. Com quem você gostaria de fazer uma parceria no futuro?
Gabriel: Posso falar que sou muito feliz em relação a isso de ter conseguido fazer tantas participações com pessoas que eu gosto e admiro. Eu penso muito até fazer um trabalho futuro, talvez um DVD, todo de participações com pessoas que eu admiro.

Mas um cara com quem tenho muita vontade de fazer algo um dia é o Armandinho. É um cara que foi uma grande referência pra mim e que eu admiro muito o artista e a pessoa. Se fosse pra citar só um nome hoje seria ele.

E quais artistas ou bandas mais te inspiram no dia a dia? O que mais tem ouvido?
Gabriel: É uma baita pergunta difícil essa porque eu sou um cara muito eclético. Eu vou muito da minha vibe do dia. Tem dia que eu to muito afim de ouvir um jazz ou até de ouvir um lance mais instrumental, mais orquestrada. E tem dia que eu estou afim de ouvir um baita pop, um Bruno Mars da vida.

Sou um cara que vou do reggae à surf music ao rock. Dependo muito da vibe do meu dia. É difícil eu falar um artista ou algo assim porque eu tento absorver um pouco de tudo. Acho que isso eu tento levar pro meu som, pra fazer algo diferente e ter um pouquinho de tudo.

- PUBLICIDADE -

Quais são seus principais planos pra 2019?
Gabriel: A gente quer lançar mais um “Casa de Praia”, o “Casa de Praia 2”. Foi um projeto que a gente lançou e foi um acústico, meio luau no paraíso. Deu super certo, foram quatro sons que só no YouTube bateram 40 milhões de views, se eu não me engano. Esse é o meu planejamento inicial.

A gente vai lançar o disco “Quatro Estações”, que são os quatro EPs juntos mais uma bônus track. E quem sabe, não sei se pra esse ano ainda ou no ano que vem, mas a gente pensa muito em gravar um DVD com participações. Estamos trabalhando em cima disso aí. Esses são os nossos planos pra 2019!

Gostaria de mandar um recado para os leitores do Nação da Música?
Gabriel: Quero mandar um grande beijo e um grande abraço a todos os leitores do Nação da Música. É isso ae! Espero que curtam o nosso EP “Fiz Esse Som Pra Você”, o clipe, todas essas versões. Muito obrigada pelo carinho de sempre, Nação da Música, por sempre estar junto. Grande abraço, valeu!

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Gabriel Elias, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria! Ouça o EP abaixo: