Entrevistamos Melim sobre “Eu Feat. Você” e gravações nos EUA

- PUBLICIDADE -
Melim
Divulgação
@nacaodamusica

Na última sexta-feira (15), a banda Melim divulgou a primeira parte do novo trabalho de estúdio “Eu Feat. Você”, que foi gravado no Capitol Record Studios, em Los Angeles. Este é o sucesso do disco de estreia homônimo do trio.

A Nação da Música teve a oportunidade de conversar com Rodrigo e Gabi Melim sobre a produção e gravação do álbum, a quarentena e também sobre as parcerias de “Eu Feat. Você”.

Entrevista por Marina Moia.

————————————– Leia a íntegra:
Olá! Obrigada por falarem com a Nação da Música! Como vocês estão neste momento tão delicado da pandemia? Estão todos bem?
Rodrigo:
Sim, estamos todos bem. Moramos no mesmo prédio e estamos respeitando a quarentena em casa. O disco foi terminado já na quarentena. A gente precisou vir embora de Los Angeles, mesmo dando tempo de gravar tudo, trabalhamos em casa em cima das mixagens e edições.

Falando nisso, lançar discos e EPs nesta época está sendo bem diferente para todos os artistas e bandas. O que vocês esperam que os fãs da Melim absorvam deste novo trabalho?
Rodrigo: É muito legal fazer algum trabalho que faça bem para a gente e para as pessoas que gostam do nosso trabalho também. A gente sempre recebe mensagens de fãs dizendo o quanto nossa música ajudam.

A gente vem descobrindo com o tempo o que nossa música é capaz de fazer. Fico feliz em saber que nossa música consegue transformar a vida das pessoas. Espero que esse novo trabalho mande energia boa e positiva para todos.

O disco “Eu Feat. Você” foi gravado em Los Angeles, no clássico Capitol Record Studios. Como foi ter essa experiência nesta fase da carreira?
Rodrigo: Escolhemos esse estúdio porque ele é mundialmente conhecido, muita gente importante gravou lá. Eu entendi a real importância que aquele lugar tem, já recebeu Frank Sinatra, John Mayer, alguns integrantes dos Beatles, muita gente passou por ali. Eu fiquei me perguntando se um dia alguém vai dizer: Nossa, estamos gravando no mesmo lugar onde o Melim gravou. Nós fomos os primeiros brasileiros a gravar lá, pelo que fiquei sabendo, e isso foi muito especial.

Ao contrário do primeiro disco da banda, a primeira parte do álbum traz 3 colaborações musicais: Rael, com quem vocês também trabalharam em “Capim-Cidreira”, Lulu Santos e Saulo. Como funcionaram as escolhas destes nomes e também como foi trabalhar com cada um?
Gabi: São três artistas incríveis e três pessoas muito queridas. O processo todo das participações foi muito natural. A gente foi fazendo as músicas e imaginando as participações.

Com o Rael foi muito especial porque a gente sabe que no segmento dele, voltado para o Rap, o artista grava suas próprias composições. Então foi legal demais ver a nossa música, a nossa letra, serem gravadas por ele.

O Lulu foi muita coincidência. Eu gravei um vídeo cantando uma música dele no meu Instagram. Ele comentou e respostou. Eu já fiquei emocionada ali e com muita ousadia convidamos ele. A faixa ficou muito especial. Lulu é uma inspiração pra gente e pra várias gerações.

E sobre o Saulo, ele é a personificação da paz. A musicalidade e a vibe dele tem tudo a ver com a gente.

Acho que os três contribuíram demais com o disco. Apesar de serem bem diferentes, todos nós tínhamos algo em comum, a vontade de falar sobre coisas boas.

No segundo semestre, vocês irão lançar a segunda parte deste disco. Há muitas diferenças entre os dois trabalhos? O que podem nos falar?
Gabi: Surpresa. Não podemos falar muito ainda.

Vem aí também documentário sobre a viagem para os EUA e 13 webclipes! Muita coisa! O que os fãs podem esperar desses lançamentos audiovisuais?
*A entrevista foi feita antes dos lançamentos dos webclipes, que já estão disponíveis no canal de YouTube do trio
Rodrigo: Depois da experiência de gravar o clipe de “Gelo”, no Chile, percebemos o quanto foi positivo o tempo que tivemos lá juntos. E aí, procuramos seguir isso com a viagem para Los Angeles, ter o tempo necessário para pensar em tudo o que queríamos para o novo álbum, sem distrações. E o documentário vai mostrar isso pro público.

Gostariam de deixar um recado aos leitores da Nação da Música?
Gabi: Estou muito feliz de ter falado com vocês. E espero que todos gostem do novo álbum e curtam os clipes e documentário também.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Melim, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -