Entrevistamos Lala Dias sobre o mais novo single e clipe “Sinais”

- PUBLICIDADE -
blank
Foto: Deivide Leme

A jovem Lala Dias lançou nesta sexta-feira (17), com exclusividade para a Nação da Música, o novo single de trabalho “Sinais”, que vem acompanhado de videoclipe.

A Nação da Música conversou com a cantora sobre o processo criativo da música, as gravações do clipe e também sobre as próximas novidades da carreira.

Entrevista por Marina Moia.

—————————————— Leia a íntegra:
Oi, Lala! Obrigada por falar com a Nação da Música! Imagino que esteja muito empolgada para o lançamento de “Sinais”! O que você espera que o público absorva desta música?
Lala: Olá, Nação da Música! Eu que agradeço a oportunidade!

A Sinais carrega uma mensagem que eu considero muito importante em todos os momentos, mas no atual cenário que estamos vivendo ela se tornou ainda mais necessária. O tema principal da música é a busca por respostas, uma reflexão sobre nosso propósito de vida, e também sobre o amor, e todas as suas formas. Estamos passando por um momento em que um simples olhar, um abraço, ou o sentimento de estar junto de quem amamos se tornou algo valioso, e a Sinais é exatamente sobre isso, é sobre a descoberta dos valores essenciais da vida. Devemos focar no que realmente importa, prestar atenção nos sinais do mundo e realinhar nossos valores.  Então eu espero, de verdade, que essa música chegue ao público como uma troca de carinho, e que. passe a mensagem de que tudo vai ficar bem logo.      

Novamente, você trabalhou com Mateus Rigola na direção do videoclipe. Como foram as gravações deste vídeo em especial? O que mudou desde o lançamento de “Ela”?
Lala: A ideia do videoclipe de Sinais foi realmente representar uma viagem no tempo, uma busca por algo muito maior, que é exatamente sobre o que fala a letra da música. Nós gravamos em duas locações diferentes, em duas cidades do interior do São Paulo. O clipe tem muitas cenas gravadas em um galpão que antigamente era uma oficina ferroviária. Buscamos uma locação que representasse bastante essa passagem do tempo, e pra mim o trem é uma figura que me lembra muito isso, acho que por fazer parte do universo de vários filmes com esse tema. Durante todo o clipe eu estou sozinha, e claramente atrás de alguma coisa, buscando respostas pra algum mistério, e acredito que esse contexto tenha combinado muito com a ideia que passamos na música também, como eu já expliquei.

“Sinais” e “Ela” são duas músicas muito próximas em alguns pontos, até porque ambas tratam de amor, mas também muito diferentes. Enquanto Ela acontece em um universo mais menininha, mais fofa e delicada, Sinais tem uma pegada muito mais profunda e sentimental, exatamente por tratar de um tema mais complexo e filosófico. Pra mim esses dois universos ficam bem demarcados nos dois clipes, da pra perceber bastante essa diferença entre eles.  

E com os produtores Raul Alaune e Mateus Melo? Como funciona o processo criativo entre vocês?
Lala: Nosso processo criativo, pelo menos das músicas que vão fazer parte desse primeiro EP, começa a partir da composição das letras, que, nesse caso, eu escrevi junto com o Thiago Mart, do Mar Aberto. Na hora de ir pro estúdio, a gente já tem uma ideia do que queremos em cada música, e nisso entram os músicos. Eu sou muito grata pelos músicos que trabalharam com a gente na gravação dessas músicas, todos eram incríveis e contribuíram demais pro resultado maravilhoso das músicas, pra ter uma ideia, no meio dos nossos músicos estão a tecladista da Anavitória e o baterista da Sandy. No meio disso, o Raul e o Mateus ficam com a parte das ideias, junto com o Wilson Gava, que é meu produtor e o diretor geral do projeto, e das instruções que vão pra cada músico. 

Acho que uma coisa muito especial sobre o Mateus e o Raul é que eles também são bem jovens, e isso fez com que a gente entrasse em uma sintonia incrível na hora de ter as ideias para as gravações, sem contar o fato de que os dois são gênios da música, absurdamente criativos e inteligentes. Na hora de ter as ideias para as gravações das linhas de cada instrumento, os músicos davam algumas ideias, o Gava outras, eu outras, os meninos outras, e no final a gente sempre achava o melhor jeito de transmitir exatamente o que a gente queria. Acho importante falar que esse dia a dia no estúdio, com essas pessoas, foi de longe uma das coisas que eu mais amei viver até hoje.

Sei que com toda a questão de quarentena, os planos acabam ficando incertos, mas o que podemos esperar de Lala Dias neste ano? Pretende lançar muitos singles? Um álbum?
Lala: Eu já tenho cinco músicas gravadas, contando com as duas já lançadas, além de um remix. Depois do lançamento de sinais, ainda temos mais alguns singles para subir, e isso fecha um EP com seis músicas. Além disso, já temos projetos e novidades incríveis para o resto do ano, inclusive durante a quarentena já surgiram muitas ideias novas! Acho que o principal é nunca parar de produzir coisas novas, principalmente nesse período que estamos vivendo. Todo mundo está em casa, consumindo arte o tempo todo: música, filmes, livros, etc, então eu. acredito que a arte está aí pra salvar ainda mais a gente nesse momento.

Sei que você tem influência teen pop e também da nova geração da MPB que surgiu nos últimos anos… Mas para quem ainda está conhecendo o seu trabalho, como você definiria o seu som?
Lala: Acredito que minhas músicas têm muitos elementos do pop, mas também são bem puxadas pra esse conceito da nova MPB que vem surgindo nesse últimos anos. Minhas letras são simples, mas falam de temas complexos, porém de um jeito super fácil de entender. Além disso, eu falo muito sobre assuntos bem universais, como amor próprio, saudade, paixão, etc, então são temas que a galera sempre se identifica bastante, pois todo mundo já viveu ou está vivendo algo parecido com o que está na música.

Com quem você gostaria de fazer uma parceria no futuro?
Lala: Eu sou super aberta a parcerias com artistas de diferentes gêneros musicais, por que penso que podemos ganhar muito com as diferenças! Acho importante reconhecer que cada artista tem qualidades muito diferentes uns dos outros, principalmente no meio musical. Inclusive, temos algumas aproximações com artistas incríveis já sendo feitas, mas tudo ainda está em segredo.

Além de cantora, você também é atriz e esteve em vários projetos nos últimos anos, até mesmo num filme da Netflix. Como estão os planos e projetos para esta área? Ou pretende continuar apenas na música no momento?
Lala: Eu cresci no meio da arte, desde pequena eu amo teatro, dança, canto, cinema, tudo mais, então acho que eu sempre vou viver nesse meio, por que é o que eu amo fazer. Eu comecei a cantar por causa do teatro musical, que também é uma paixão minha e meu último musical foi “O Rei Leão”, da Disney e da T4F, que veio diretamente da Broadway pro Brasil. Depois disso, eu comecei aulas de canto com o Gava, que atualmente é meu produtor\mentor, e começamos a ir pra um lado mais pop, e sair um pouco do universo do teatro musical. Depois de estudo de repertório e etc, eu comecei a sentir uma necessidade de criar algo meu, um espaço onde eu pudesse falar o que eu penso, e eu acredito que a música é a arte que mais nos dá essa capacidade de expressão. 

No momento eu estou focada no meu projeto musical, mas estou e estarei sempre aberta pra qualquer oportunidade que apareça. Espero poder sempre trabalhar com o que eu gosto, e levar uma mensagem boa para as pessoas que me seguem na minha carreira artística, independente do rumo que ela tome no futuro. A arte é minha maior paixão.

Gostaria de mandar um recado aos leitores da Nação da Música?
Lala: Acho que uma das coisas mais importantes durante esse momento é a nossa saúde mental, então eu queria falar: escutem muita música esses dias, leiam, escrevam, assistam filmes, e tudo mais. A arte pra mim tem esse poder de salvação, ajuda a gente a ‘fugir’ um pouco de tudo isso que está acontecendo no mundo lá fora. Além disso, se vocês se interessaram pelas minhas músicas durante esse papo, elas já estão em todas as plataformas digitais, só pesquisar lá! E se quiserem me acompanhar e curtir comigo todo esse processo do lançamento das próximas músicas, meu Instagram é @laladiasoficial! Se cuidem! Beijos!

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Lala Dias, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - clique aqui e cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -