Entrevistamos Theo Bial sobre disco e single “Vertigem”

theo bial
Foto: Divulgação
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O cantor e compositor Theo Bial divulgou nesta sexta-feira (08) o videoclipe da música-título de seu álbum de estreia, “Vertigem”.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

A Nação da Música conversou com Theo sobre as gravações do clipe, os bastidores do disco e também sobre como foi trabalhar com seu pai, Pedro Bial.

- ANUNCIE AQUI -

Entrevista por Marina Moia.
————————————- Leia a íntegra:
Obrigada por falar com a Nação da Música! Você vai lançar o clipe da música-título de seu álbum de estreia, “Vertigem”. Como foram as gravações deste vídeo?
Theo Bial: Eu que agradeço! Gravamos o videoclipe na Praia do Sossego, em Niterói, uma praia linda que eu não conhecia e me apaixonei. Cheguei bem cedinho, 6h já estava lá e encerramos de noite. Foi um dia longo, mas ao mesmo tempo muito prazeroso por estar em um lugar tão bonito. A ideia era captar todos os momentos do dia e dependíamos das condições do tempo, o que gerou uma certa incerteza, mas demos sorte, tivemos um dia de sol e conseguimos gravar tudo.

- ANUNCIE AQUI -

Pode nos contar como foi o processo criativo e de escrita deste primeiro álbum?
Theo Bial: Eu passei um período compondo e ensaiando canções que achava que se encaixariam em um álbum. Primeiro gravei 3 faixas: Nossa Paixão, Um Poema Pra Te Dar e Remelexo. Remelexo não existia até uma semana antes do primeiro dia de gravação. Seriam só “Nossa Paixão” e “Um Poema Pra Te Dar”. Fiz a música e a Luisi, minha empresária e produtora executiva do álbum, foi assertiva em dizer que tínhamos que gravar “Remelexo” também.

- ANUNCIE AQUI -

Depois das primeiras gravações, sabia que ainda faltavam 7 músicas. Pesquisei algumas composições minhas que já tinha feito há algum tempo mas nunca tinham sido gravadas, como Ela e Te Queria. Achei que elas combinariam com a proposta do disco. Nesse período também fiz Azul, com meu pai, uma parte junto e outra parte a distância e Vertigem. Decidi que iria regravar também “Samba Torto” do Celso Fonseca, produtor musical do álbum. Marcamos as últimas sessões de gravação com a banda, para gravar as bases, mas ainda estavam faltando duas músicas. Eram dois dias de gravação. Antes de ir para o estúdio no segundo dia, me veio uma inspiração e eu compus “No Meu Coração”. Fui para o estúdio sem letra, mostrei a música só com a melodia e a harmonia e todos gostaram, gravamos. Depois eu fiz a letra e gravei a voz, a voz sempre foi a última coisa a se gravar.

Com exceção de “Beijo e Sal”, que nesse ponto ainda não existia. Eu queria muito uma parceria com o Moacyr Luz, seria uma honra ter uma composição em parceria com ele, um dos maiores compositores da música brasileira. Foi aí que a Luisi me perguntou se eu não tinha nada pra mandar, porque estava difícil marcar um encontro. Mandei e 2 horas depois ele enviou a música pronta.

- ANUNCIE AQUI -

Fui pro estúdio e gravei, sem banda, depois acrescentamos percussão e flautas. Assim, fora outros muito detalhes, se deu “Vertigem”.

O trabalho conta com a participação de Mart’nália, Moacyr Luz, Jaques Morelenbaum e de Pedro Bial, seu pai. Como foi ter essas participações no seu disco de estreia? Como foi trabalhar mais uma vez com seu pai, desta vez como cantor?
Theo Bial: Foi uma enorme satisfação e um grande aprendizado poder contar com pessoas tão importantes e de tamanha grandeza na música brasileira. Com o meu pai foi muito emocionante, principalmente quando ouvi a música depois de lançada. Ter a voz dele gravada em uma música nossa é muito simbólico. O trabalho com ele sempre flui de forma natural e ele é uma grande referência pra mim, na escrita e na vida.

- PUBLICIDADE -

Para quem está conhecendo o seu trabalho, quais as suas maiores influências e referências musicais? Como descreveria sua música?
Theo Bial: É música brasileira. Tenho referências na Bossa-Nova, no Jazz, no Samba… Falo muito sobre o amor. Acredito que o amor é que dá gosto à vida, e combina muito com música.

Com quem gostaria de trabalhar no futuro?
Theo Bial: Djavan, um grande ídolo desde que sou criança.

- ANUNCIE AQUI -

Gostaria de deixar um recado aos leitores da Nação da Música?
Theo Bial: Salve Nação da Música! Quero convidar todos vocês a assistir meu novo clipe e a ouvir meu novo álbum “Vertigem” ! Um álbum que fiz com muito carinho, cheio de misturas e composições autorais! Grande abraço!

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Theo Bial, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Jornalista e apaixonada por música desde que se conhece por gente.