The VoiceMais uma fase chega no The Voice e, nesta segunda-feira, os participantes dos times se apresentaram a fim de uma vaga no Top 13. Nesta etapa, os telespectadores possuem o poder de decisão e podem votar durante o episódio, que foi transmitido ao vivo. Preparados para ver tudo o que rolou?

TEAM BLAKE

Ricky Duran — Iniciando a noite, tivemos Rick, com “Small Town”, de John Mellencamp. Com seu violão do lado e a naturalidade de estar num palco ao vivo, tirando algumas pequenas falhas, sua apresentação foi muito boa.

Cali Wilson — A performance de Cali deixou os jurados meio… confusos? Sua escolha foi ousada e ao apresentar “Toxic”, de Britney Spears, muita gente parece não ter entendido muito sobre o gênero que a moça pretende seguir.

Gracee Shriver — Um pouco antes de subir ao palco, a guitarra que Gracee iria usar sofreu problemas técnicos e teve de ser deixada de lado, não diminuindo a ótima performance da participante com “American Honey”, de Lady Antebellum.

Kat Hammock — A voz angelical de Kat vem sendo bem usada e foi nesta mesma apresentação onde ela recebeu seu primeiro aplauso de pé dos técnicos. A faixa muito bem escolhida foi “God Only Knows”, dos Beach Boys.

- PUBLICIDADE -

Ricky Braddy — A escolha de Ricky também foi ótima, com “Roll With It”, de Steve Winwood, ele promoveu uma verdadeira festa no palco e divertiu todos os que estavam presentes.

TEAM GWEN

Rose Short — Escolher uma canção que combine com o seu estilo e a personalidade que quer apresentar é sempre importante. Rose parece ter pensado muito bem em tudo isso ao performar “What Have You Done For Me Lately”, de Janet Jackson, que foi um sucesso.

Kyndal Inskeep — Apesar das boas escolhas, sempre nos deparamos com um candidato que não vai bem neste quesito. Kyndal “10,000 Hours”, de Dan + Shay e Justin Bieber, que não lhe permitiu grandes momentos.

- PUBLICIDADE -

Joana Martinez – Baseada em apresentações anteriores e nesta, Joana se mostra ser uma grande concorrente do Team Gwen. Com “You Can’t Stop the Girl”, de Bebe Rexha, ela mostra sua genuinidade e nos dando certeza de que ainda há muito mais para se ver de sua voz.

Myracle Holloway – “Get Here”, de Brenda Russell, conseguiu traduzir tudo o que Myracle também mostrou em sua performance no geral, casando a letra da canção com sua expressão corporal, utilizando muito bem o espaço que lhe foi dado no palco.

Jake HaldenVang – A aposta de Jake ao escolher “Turning Tables”, de Adele, foi um tanto arriscada. Surpreender o público e os jurados pode trabalhar ao seu favor ou não, mas só descobriremos no próximo episódio.

TEAM KELLY

Shane Q — A impressão passada por Shane é que ele passa uma imagem de melhor cantor do que realmente é na prática. Com “Can’t Take My Eyes Off You”, de Frankie Valli, ele aposta mais na presença de palco e no charme do que na voz propriamente dita.

- PUBLICIDADE -

Hello Sunday — A dupla sempre se apresenta bem e é bom lembrar que as meninas tem apenas 14 anos! Com “Hello”, de Adele, elas provam mais uma vez que são um grande destaque da temporada.

Damali — Este não foi a apresentação mais marcante de Damali, que já mostrou momentos melhores ao longo da competição, mas também não se pode dizer que foi ruim. O ponto é que “You Say”, Lauren Daigle, não foi o suficiente para mostrar o que queríamos ver: seu alcance.

Max Boyle — Max foi um excelente roubo para Kelly, que apresentou “Falling Slowly”, de  Glen Hansard e Markéta Irglová, de maneira magnífica e teve um ótimo momento no palco do The Voice.

Jake Hoot — Um dos únicos cantores country da edição, Jake pegou a canção “You Lie”, de Reba McEntire, e transformou em sua própria, trazendo o que parece ter sido um resultado bem satisfatório.

TEAM LEGEND

Khalea Lynee — Com “Love Like This”, de Faith Evans, Khalea mostrou estar se divertindo no palco, com bons e maus momentos vocalmente falando. Em sua maioria, a performance num todo foi boa, porém sem grandes destaques.

Alex Guthrie — Apostar em uma música de Alicia Keys é sempre bem arriscado, principalmente quando falamos de “If I Ain’t Got You”. Alex conseguiu cumprir seu papel no The Voice, e pudemos presenciar uma performance emocionante e cheia de bons momentos.

Marybeth Byrd — Mesmo não alcançando as maiores notas como a canção promete, Marybeth apresentou “Love Me Like You Do”, Ellie Goulding, de maneira positiva, e encontrou espaço para crescer conforme a performance ia chegando ao fim, alcançando um nível maior de confiança.

Will Breman — Uma das performances de mais destaque foi a de Will, que resolveu inovar e apostar num cover de Taylor Swift, com “Style”. A apresentação agradou e os técnicos ficaram impressionados.

Katie Kadan — Katie é uma das participantes mais fortes e a cada performance ela mostra o motivo. Sua belíssima escolha com “Always Remember Us This Way”, de Lady Gaga, foi um ótimo encerramento para o episódio.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem The Voice, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!