Flea fala sobre educação musical em entrevista para revista

Foto: Divulgação.

Em uma entrevista concedida nesta segunda-feira (14) à Rolling Stone, o baixista do Red Hot Chili Peppers, Flea, falou um pouco sobre a sua escola de música Silverlake Conservatory of Music e da falta de consideração do governo americano com a educação musical.

Em 2001, o baixista do RHCP fundou a escola Silverlake Conservatory of Music. O local é uma organização sem fins lucrativos, que oferece aulas gratuitas, além de cursos particulares de instrumentos populares ou de orquestra. Começou em um espaço pequeno, mas no ano passado expandiu-se para um prédio em Los Angeles.

“Os professores ficaram melhores e a forma como dirigimos as aulas do grupo melhorou”, diz Flea. “Finalmente compramos um prédio e agora temos um espaço bonito e grande”, disse. “Todos os que vierem poderão ver a escola, ter uma ideia do que está acontecendo e fazer parte dela”, concluiu o baixista.

Flea vem acompanhando os cortes de investimento em arte da atual administração de Donald Trump e isso o deixa preocupado para começar um novo projeto: “Eu me preocupo com muitas coisas que esse cara diz, mas isso afeta meu modo de ver o mundo pessoalmente”, diz ele. “Não é só a música, mas a arte em geral”.

Mas segundo o baixista, a maneira de combater esses tipos de cortes é trabalhar em nível comunitário: “Você realmente vê o resultado, o que é incrível”, continua. “Encorajo todos a entrarem em contato com a comunidade em que vivem e fazer o que puder para ajudar. Há pessoas que não têm dinheiro, pessoas que não têm comida, educação e nem serviço de saúde. E, sim, mudar as coisas em nível fundamental e institucional é algo incrível, mas nós podemos, pessoalmente, fazer coisas na nossa comunidade que são profundamente úteis”.

Flea dá um exemplo e mostra a importância de se conectar com a comunidade em que vive. “Quando eu era criança, tinha tudo para ter um monte de problemas”, conta. “Corria pelas ruas, roubava, invadia casas, usava drogas. Eu estava matando aula e fumando maconha – basicamente destinado a ter problemas. E uma coisa que me manteve inteiro e que me fez seguir em frente foi à música. A única razão pela qual eu ia a escola era porque eu gostava de tocar na banda”, concluiu.

Quando fundou a instituição, Flea fez questão de financiar tudo, mas desde então o músico começou a arrecadar fundos organizando eventos anuais, onde já se apresentaram grandes nomes da música, como Pearl Jam, Metallica, Patti Smith, Tracy Chapman e muitos outros.

O show desse ano acontecerá no dia 09 de setembro, em Los Angeles e a banda RHCP tocará junto com um coral infantil. “Nós tocamos quase todos os anos. Este ano, vamos tocar acústico e nos juntaremos ao coral infantil da escola”, diz Flea.

RHCP se juntará a outros artistas como Randy Newman, Anderson Paak e muitos outros. Além disso, o evento contará com um leilão de arte, com obras de Thomas Houseago, Alison Mosshart, Shepard Fairey, Ed Ruscha e Jonas Wood, entre outros.

Em setembro, o Red Hot Chili Peppers estará no Brasil para se apresentar no Rock in Rio, onde irão encerrar a noite do dia 24. Saiba como assistir ao Rock in Rio 2017 pela Internet.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Red Hot Chile Peppers , e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!