Gene Simmons, do Kiss, faz um lindo discurso no funeral de Chuck Berry

Foto: Reprodução / Facebook.

No último fim de semana aconteceu o funeral de Chuck Berry. O compositor, cantor e guitarrista morreu no dia 18 de março deste ano, aos 90 anos.

Fãs tiveram a oportunidade de fazer uma visita ao caixão antes do funeral se tornar privado, podendo ter a presença somente de familiares, amigos e músicos. Cartas de Bill Clinton e Paul McCartney foram lidas durante o evento, mas foi Gene Simmons, do Kiss, que emocionou a todos.

Embora Simons nunca tenha conhecido Berry pessoalmente, ele afirma que não estaria onde está se não fosse por Chuck e que não poderia perder a oportunidade de prestar essa homenagem.

“Olhem para o que Chuck Berry e sua música fez. Eu vejo rostos brancos no público. Quando Chuck começou, isso nunca teria acontecido. Ele quebrou barreiras, fez o coração e a mente de todo tipo de pessoa se abrirem para a ideia que todos nós pertencemos às mesmas pessoas”, desabafa Simmons.

Após o funeral, Gene ainda postou um texto relacionado ao assunto na página oficial do Kiss no Facebook. Veja abaixo:

Em tradução para o português: “Triste, mas honrado por ter sido convidado para o evento de homenagem a Chuck Berry. O caixão aberto estava visível, mas eu não aguentaria olhar. Quebraria meu coração. Para aqueles de vocês que são muito jovens para saber, Chuck Berry foi um dos pais fundadores do rock n’ roll e o arquiteto da guitarra do rock. Sem Chuck Berry, vocês não teriam tido The Beatles, The Rolling Stones, Jimi Hendrix e muitos outros. ‘…Role sobre Beethoven e conte a Tchaikovky as novidades…’ curve seus joelhos e baixe sua cabeça. O grande Chuck Berry está passando”.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Chuck Berry, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. Assista ao discurso:

 

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!