Grupos Pro-Palestinos criticam Thom Yorke, do Radiohead

Grupos Pro-Palestinos estão criticando Thom Yorke, do Radiohead, por ter feito uma declaração polêmica. Segundo o Pitchfork, Thom disse que os pedidos para o cancelamento do show da banda em Israel eram “ofensivos” e “condescendentes” e os grupos não aprovaram a atitude.

O diretor Ken Loach, um dos 1.200 artistas envolvidos na petição contra o show, divulgou uma breve declaração através do Artists For Palestine UK: “Thom é uma escolha simples: ele estará com o opressor ou o oprimido?” A organização passou a lamentar as observações de Yorke, dizendo que ele não reconheceu que “a banda está entrando em uma situação colonial viva”.

Em uma carta aberta, Seamus O’Brolchain de Radiohead Fans da Palestina escreveu: “Nós enviamos cartas sobre sua publicação, tentamos educadamente entregá-las a um membro da banda em um evento público, chamamos seus agentes e seus publicistas e você nos ignorou”.

Ben Jamal, diretor da Campanha de Solidariedade da Palestina, disse: “Se o Radiohead realmente acredita que o povo palestino entende mal a natureza de sua opressão e a resposta necessária, então eles devem se encontrar com os representantes cara a cara para explicar como eles chegaram a esse julgamento.”

Até o momento a banda não se pronunciou sobre as críticas dos grupos Pró-Palestinos. O show em Israel está marcado para o dia 19 de julho.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Radiohead, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!