Jessie J: o primeiro single de cada álbum da cantora

Mais uma quarta-feira em que estamos aqui para trazer pra vocês a coluna onde analisamos o primeiro single de cada álbum de um determinado artista para ver se ele consegue resumir bem a totalidade do álbum. Hoje vamos falar da Jessie J, uma cantora que está no mercado desde 2011 e que atualmente está em estúdio trabalhando em seu próximo álbum. Partiu!


Who You Are (2011)

Seu primeiro álbum, o qual a trouxe para os holofotes da fama, intitulado “Who You Are”, é apresentado pela faixa “Do It Like a Dude”, uma canção potente, com um instrumental bem presente e letra irreverente, escrita por Jessie J, que antes de ser reconhecida como cantora, era uma compositora renomada, tendo em seu histórico hits como a faixa “Party in the USA” de Miley Cyrus. O carro chefe mostra uma cantora diferente do que havia vindo sendo proposto até então no mercado, com muita atitude e presença, o que confere a Jessie uma certa conexão com o restante do disco. O ponto chave de ligação com os outros singles é justamente a voz potente da cantora que aparece nos singles sucessores: “Price Tag”, “Nobody’s Perfect”, “Who’s Laughing Now”, “Domino”, “Who You Are” e “LaserLight”.


Alive (2013)

O segundo disco de Jessie J chega ao mercado dois anos após o primeiro ter sido tão bem sucedido comercialmente. A ideia da gravadora era a de repetir os feitos do trabalho anterior, o que acaba não acontecendo e o motivo tem nome: “Wild”. O single de abertura do álbum, em parceria com Big Sean e Dizzee Rascal, é uma faixa muito diferente do que a cantora vinha trabalhando, o que causou certa estranheza e rejeição por parte do público. A segunda faixa de trabalho, intitulada “It’s My Party” é exatamente o que deveria ter sido o primeiro single por ter um diálogo direto com o primeiro álbum e ser uma faixa de fácil aceitação, porém, devido ao primeiro single ter dificultado as coisas, o segundo também não se saiu muito bem. Por fim, temos uma terceira faixa intitulado “Thunder” que segue a ideia do álbum e dialoga com o segundo. A irreverência conquistada no primeiro single do primeiro de “Who You Are” se torna uma tentativa falha quando aplicada no segundo.


Sweet Talker (2014)

Por fim, temos uma Jessie J lançando primeiro single novamente com parceria dupla, porém dessa vez com as escolhas corretas: Ariana Grande e Nicki Minaj. O resultado é “Bang Bang”, um hit instantâneo no mundo todo em uma faixa completamente dentro do estilo da cantora e que traz seu nome de volta ao jogo. Após o sucesso da parceria, a cantora lança “Burnin’ Up” com 2 Chainz que acaba não agradando, apesar de ser uma faixa coerente ao álbum e, por fim, o single “Masterpiece” vem para arrematar o trabalho do álbum e nos deixar com um recado da cantora: “Vocês ainda não viram o melhor de mim, estou trabalhando na minha obra de arte”, portanto, aguardemos, ansiosos, pelo que vem por aí da britânica que ganhou o mundo.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Jessie J, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR
Guil Anacleto

Arquiteto e Urbanista por opção, cantor e amante de música por vocação. Uniu seu gosto por música e por escrita quando viu no Nação da Música a oportunidade de fundir ambos. Não fica sem um bom livro, um celular e um fone de ouvido. Amante de séries, televisão, reality shows, gastronomia, viagens e tenta sempre usar isso a seu favor para estar reunido com família e amigos. Uma grande metamorfose ambulante reunida em um coração sonhador com um toque de humor indispensável.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!