Foto: Anna Júlia Santos

JuPat lançou na última sexta-feira (01) nas plataformas digitais, seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “Toda Mulher Nasce Chovendo”.

O disco contém 13 faixas, todas autorais e biográficas, representando a transformação de JuPat como uma nova pessoa, além disso, envolve também a transição de gênero da cantora.

“Eu estava saindo de uma relação que havia durado 10 anos e, ao mesmo tempo, me apresentando como mulher para o mundo. Compor era um jeito de aliviar a existência que, naquele instante, me transbordava. Não tinha nenhuma pretensão, mas, hoje, percebo que produzi um registro de resistência. É uma busca beauvoiriana do que significa não nascer, mas, antes disso, se tornar mulher”, explica.

O álbum, que foi produzido por Rasec, em parceria com Pipo Pegoraro, tem como base o RAP e o trip-hop. Muitos outros artistas também a inspiraram no processo de criação do disco como: Wu-Tang, Lovage, Quinto Andar, Dr. Octagon, Ave Sangria, Novos Baianos, Fabriccio, Lulu Santos, Djonga, Don L, Baco Exu do Blues, Flora Matos, Bivolt, Curumin e Edgar.

Ouça “Toda Mulher Nasce Chovendo” abaixo:


- PUBLICIDADE -
Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte JuPat, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.