Lady Gaga fala sobre a proibição de transgêneros nos serviços militares

Nessa quarta-feira (26) a cantora Lady Gaga publicou na sua conta oficial do Twitter uma série de mensagens de indignação sobre a decisão de Donald Trump em relação aos transexuais, conforme a publicação do site Billboard.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nessa quarta-feira (26) a proibição de transgêneros nas forças armadas do país, alegando que “Os militares não podem arcar com os custos médicos que os transgêneros representam”. Essa declaração provocou repúdios no mundo e entre artistas como Sam Smith, Katy Perry, Ariana Grande e muito mais.

Lady Gaga, que defende com unhas e dentes o movimento LGBT, mostrou também sua indignação, dizendo que a decisão de Trump pode tornar os jovens, especificamente os jovens trans, a se isolarem ainda mais.

“A mensagem que você acabou de enviar ameaçou a vida de pessoas em todo os EUA e no exterior que estão servindo bravamente a nossa nação.”

“Pesquisas dizem que ao menos 1/2 de estudantes do ensino médio, universitários e jovens empregados raramente ou nunca discutem problemas mentais com alguém.”

“Muitos desses jovens são transgêneros e sofrem diariamente de tipos exatos de isolamento social e segmentação que sua mensagem incentiva.”

“Sinceramente, você sabia que do grupo que você isolou hoje, 45% deles (de 18 a 24 anos) já tentaram suicídio?”

“Dentro da comunidade Trans há muitos que também são fortes e corajosos. Eles devem poder servir, se o desejarem, e serem honrados se o fizerem.”

Recentemente, a apresentação da cantora no intervalo do Super Bowl (2017) foi indicada a 6 categorias do Emmy Awards. Lady Gaga virá ao Brasil no dia 15 de setembro, com uma única apresentação no Rock In Rio 2017.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Lady Gaga, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!