Neil Peart: as cinco maiores linhas de bateria do saudoso aniversariante

Neil Peart
Arte: @Guga_132 / Nação da Música,
- PUBLICIDADE -
MAR ABERTO

Um dos maiores bateristas de todos os tempos – para muitos, o maior –, Neil Peart comemoraria neste domingo (12) seu aniversário de 69 anos.

- PUBLICIDADE -
MAR ABERTO

O canadense, lendário integrante da banda Rush, marcou sua presença no grupo não apenas sendo o responsável pelas baquetas, mas também como o principal letrista do trio, formado também por Geddy Lee e Alex Lifeson. O instrumentista faleceu em janeiro de 2020, em decorrência de um câncer no cérebro.

- PUBLICIDADE -

O grupo de Peart ficou marcado como um dos principais nomes de rock progressivo do mundo, sendo grande sucesso em todo o planeta com suas canções de tempo quebrado e complexas, tanto instrumentalmente quanto em relação às letras.

- PUBLICIDADE -

Ficaram muito claras no período de atividade do Rush a dificuldade e a complexidade do que o nosso aniversariante fazia sentado ao fundo do palco. Com isso, em homenagem a este ícone, a Nação da Música resolveu separar as cinco linhas de bateria mais marcantes de Neil Peart.

- PUBLICIDADE -

Nosso primeiro destaque é para “The Spirit Of Radio”. Faixa do álbum “Permanent Waves” (1980), não se limita à grande e chamativa construção presente na maior parte da track, e inclui um reggae no final. Foi uma das canções mais importantes para o crescimento da popularidade da banda.

Um ano após o lançamento da primeira música citada em nossa lista, veio o “Moviment Pictures”, disco que trouxe “Limelight” em sua tracklist. Essa é outra em que Neil Peart exerce um trabalho marcante na bateria.

- PUBLICIDADE -

Também deste álbum de 1981, temos a instrumental “YYZ”. É uma das canções que mais representam o Rush, por toda sua relevância mundial. Ficou marcada em suas performances ao vivo, sendo sempre uma das mais pedidas pelos fãs nos shows.

Em “La Villa Strangiato” – outra sem letra –, Neil e seus parceiros conseguem carregar nove minutos de música sem nenhum sentimento de cansaço por parte de quem a ouve. Já para os artistas, um fato curioso aponta que eles lavaram mais tempo gravando esta canção do que o álbum “Fly By Night” (1975) inteiro.

- PUBLICIDADE -

Por último, não poderia faltar o clássico que é “Tom Sawyer”. Maior sucesso da banda, a canção integra o já citado “Moviment Pictures”. Foi eleita em 2009, pela canal VH1, a 19ª maior música de hard rock da história, o que, certamente, muito se deve à incrível e incomparável linha de bateria do aniversariante. Confira a faixa ao final dessa publicação, pelo player do YouTube disponível.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Neil Peart, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -
Estudante de jornalismo, baterista e com paixões musicais do rap ao hardcore.