NM Apresenta: 5 razões para você conhecer a banda Fenech-Soler

A coluna NM Apresenta desta semana tem como destaque o quarteto inglês Fenech-Soler. O grupo é composto por Ben Duffy nos vocais, seu irmão Ross Duffy na guitarra, o baixista Daniel Soler e o baterista Andrew Lindsay. A banda está em atividade desde 2006, e chamou atenção do mundo musical em 2010, com o seu álbum auto-intitulado. Em 2013 os britânicos lançaram “Rituals”, seu segundo disco, e marcaram de vez o seu nome na cena musical da Terra da Rainha.

Confira agora 5 razões para conhecer o Fenech-Soler

- ANUNCIE AQUI -

1 – Sonoridade 

O Fenech-Soler faz parte da mesma cena que já revelou nomes importantes da música alternativa, como Klaxons e Friendly Fires. O quarteto consegue mesclar em sua sonoridade diferentes elementos de música eletrônica, com toques de funk, pop e rock, criando uma atmosfera, ao mesmo tempo interessante e cativantes. Se você curte um indie pop, acompanhados de sintetizadores, esta pode ser a sua nova banda favorita.

- ANUNCIE AQUI -

2 – Futebol 

Música e futebol muitas vezes caminham de mãos dadas, com alguns artistas podendo dizer que o esporte ajudou bastante na divulgação de seus trabalhos. Foi o que aconteceu com o Fenech-Soler. Em 2010, após o lançamento de seu álbum de estreia, o single “Demons” foi utilizado pela emissora holandesa NOS como o hino oficial de suas transmissões dos jogos da UEFA Champions League, aumentando a popularidade do grupo fora do Reino Unido.

- ANUNCIE AQUI -

3 – Superação 

Em 2011, quando o Fenech-Soler começava a colher os frutos de seu trabalho de estreia, a banda foi abalada por uma notícia. O vocalista Ben foi diagnosticado com um câncer nos testículos, fazendo o grupo cancelar uma série de apresentações de sua turnê pelo Reino Unido. Por sorte o diagnóstico foi obtido cedo, e o tratamento foi bastante efetivo. Alguns meses após o grupo voltou a ativa, com apresentações em importantes festivais, como o Glastonbury e o V Festival. A banda também doou todos os lucros obtidos com o single “Stop And Stare” para uma instituição que ajuda crianças com câncer.

- PUBLICIDADE -

4 – Turnês

Além de ter sua sonoridade comparada a grandes nomes, como o Delphic, o Fenech-Soler também já teve a oportunidade de tocar para grandes públicos, abrindo shows de artistas consagrados da cena alternativa. A banda já fez parte de turnês ao lado de White Lies, Robyn e Kelis, além de ser atração carimbada de diversos importantes festivais britânicos.

- ANUNCIE AQUI -

5 – Michael Jackson

Apesar de toda a sonoridade e da proximidade com o indie pop, o Fenech-Soler já citou que uma das grandes influencias no começo da carreira foi o rei do pop, Michael Jackson. Mais especificamente o álbum “Dangerous”, lançado pelo cantor em 1991. Na época o grupo definiu o trabalho como algo glam e psicodélico, termos que podem atrair a atenção de algumas pessoas para o trabalho do quarteto.

- ANUNCIE AQUI -

Vicente Pardo
Vicente Pardo
Vicente Pardo: Editor do Nação da Música desde 2012, formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas em 2014. A música sempre foi sua paixão e não consegue viver sem ela. É viciado em procurar artistas novos e não consegue se manter ouvindo a mesma coisa por muito tempo. Também é um apaixonado por séries de TV e cultura pop.