Nômade Festival se posiciona e altera line-up após polêmicas

Foto: Instagram / Divulgação
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Nesta quinta-feira (24), Céu e Bala Desejo anunciaram o cancelamento dos seus shows no Nômade Festival após críticas do público e o evento se posicionou sobre mudanças.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O line-up foi divulgado no dia 23 de novembro, contendo ainda Gilsons e a headliner Erykah Badu, porém incitou uma chuva de comentários pela pouca representatividade negra, o que estaria mais de acordo com o legado da atração principal.

- ANUNCIE AQUI -

Diante disto, Bala Desejo divulgou um comunicado cancelando a sua participação e afirmando que desejam que o evento os substitua por muitos talentos pretos:

- ANUNCIE AQUI -

Que todos os festivais do Brasil se conscientizem da necessidade mais que urgente de construir line ups que contemplem as questões de representatividade e que respeitem a história e os contextos no qual cada manifestação artística se dá. Existem inúmeras opções de artistas brilhantes para compor as programações e não concordamos com a ausência deles.

- ANUNCIE AQUI -

Em seguida foi a vez de Céu cancelar a sua apresentação. No Instagram, ela também explicou que em seu planejamento para o festival estavam incluídas muitas mulheres pretas em seu show e uma participação especial que já estava em negociação.

O Nômade Festival, diante de toda esta polêmica, se pronunciou afirmando estar atendo ao posicionamento do público e disposto a fazer mudanças:

- ANUNCIE AQUI -

Pensando nisso, em comum acordo com nossos artistas parceiros, reformulamos o #NômadeApresenta Erykah Badu, que acontece dia 22 de janeiro de 2023, guardando a data dos artistas já anunciados, que já estiveram conosco em outras oportunidades, para um próximo momento nômade.

O comunicado, publicado no Instagram, ainda confirmou que novos artistas serão anunciados nas próximas semanas: “Para esse dia, vamos trazer a potência de mulheres únicas e que admiramos da cena brasileira, que serão divulgadas muito em breve.

- PUBLICIDADE -

A representatividade nos grandes eventos tem sido cada vez mais pedida pelo público e por artistas, como a discussão nas redes sociais por Iza ser a única mulher preta brasileira no Palco Mundo do Rock In Rio este ano.

Em 2021, Ludmilla, que acabou de ganhar o Grammy Latino, também se posicionou contra o Prêmio Multishow e cancelou a sua apresentação após a pouca representatividade negra e LGBTQIAP+ entre nos indicados. Em 2022, a premiação se reformulou e Lud agradeceu a isto em seu discurso após ganhar Hino do Ano, exaltando a grande quantidade de artistas e negros e comemorando Gloria Groove que foi nomeada Voz do Ano.

- ANUNCIE AQUI -

Liniker também, recentemente, ganhou o Grammy Latino com o álbum “Indigo Borboleta Anil”, se tornando a primeira artista trans brasileira a receber o prêmio.

O Nômade Festival acontecerá no dia 22 de janeiro no Memorial da América Latina, em São Paulo. A atração principal será Erykah Badu, que retorna ao Brasil para celebrar os 25 anos do seu aclamado álbum “Baduizm”. Os ingressos já estão à vendo e você pode conferir todos os detalhes clicando aqui.

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Nômade Festival, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e sua família. Não se esqueça que a vacinação contra a COVID já está disponível em todo o Brasil. Aqueles que já receberam a 1ª e a 2ª dose, lembrem-se de tomar a dose complementar e mesmo após vacinação completa, é necessário seguir as medidas de cuidado necessárias para contermos o coronavírus. Cuide-se!

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -
Estudante de Relações Publicas sempre vista com um livro na mão e o fone no ouvido.