rem (1)Em entrevista especial divulgada pela Rolling Stones nesta segunda-feira (14), Peter Buck, guitarrista do R.E.M. abriu o coração e falou pela primeira vez sobre o término da banda – que encerrou as atividade em 2011 –  apontando a indústria musical como a grande culpada.

Quando os membros decidiram terminar, Buck preparou uma lista de 5 páginas contendo tudo que ele começou a odiar durante os 31 anos de carreira do R.E.M.: “tudo, exceto compor, tocar e gravar músicas. Era o dinheiro, os políticos, ter que conhecer novas pessoas 24 horas por dia, não ter controle de minhas próprias decisões… Eu odeio a indústria e não quero ter mais nada com isso”, desabafou o músico, declarando que todos se sentiam da mesma forma.

Segundo o mesmo, a decisão foi tomada de maneira calma e sensata, mantendo uma ótima relação entre os membros – sem brigas ou até mesmo processos: “Tecnicamente, a banda acabou. Mas nós não. Nós apenas não estamos gravando discos ou fazendo turnês”.

O R.E.M. surgiu no início da década de 80, alcançando uma carreira de sucesso com 14 álbuns de estúdio em seu catalogo – incluindo os sucessos “Losing My Religion” e “Everybody Hurts”. O último lançado pelo grupo foi “Collapse Into Now” (2011), considerado por Buck um ótimo último álbum.

Sobre toda a carreira da banda, ele se mostra satisfeito e diz: “Estou muito orgulhoso pelo fato de terminarmos em 2011 com os mesmo ideais que começamos em 1980″.

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades de R.E.M. e da Nação da Música.

- PUBLICIDADE -