fonte: Recording Academy

Nesta terça-feira (26), a Recording Academy, entidade que organiza o Grammy Awards anunciou novidades para a edição 61 da premiação, que acontece em 2019. Na mudança, considerada a mais ousada de seus 60 anos de existência, a organização irá aumentar o número de concorrentes em três categorias.

Melhor Gravação, Melhor Álbum e Canção do Ano, e Melhor Artista Novo passarão a ter oito indicados e não mais cinco, como acontece atualmente. As mudanças foram discutidas em maio, durante uma reunião dos integrantes da academia e curadores que aconteceu no Havaí.

O objetivo da decisão é aumentar a diversidade entre os concorrentes, sobretudo com uma maior presença de mulheres. O CEO da Recording Academy, Neil Portnow disse em uma entrevista após a edição de 2018 do Grammy, que as mulheres deveriam “subir de nível” para alcançar um maior reconhecimento.

A declaração de Portnow foi duramente criticada e após as mudanças terem sido decididas, o CEO anunciou que deixará o cargo no ano que vem. Em um comunicado ele explicou a decisão de aumentar o número de concorrentes foi tomada para “garantir que estamos acompanhando o nosso setor em constante mudança e atendendo às necessidades dos criadores de música”.

As mudanças seguem os passos tomados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que aumentou o número de indicados a melhor filme no Oscar de cinco para 10. As demais categorias do Grammy seguirão com apenas cinco concorrentes cada.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Grammy Awards, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.