Resenha: “Dua Lipa” (2017) – Dua Lipa

Divulgação

Ouvi Dua Lipa pela primeira vez numa playlist feminina no Spotify e seu tom de voz forte me chamou bastante atenção. Em seu primeiro álbum homônimo, Dua mostra à que veio: não só para ser a trilha sonora da sua balada do final de semana, mas também para te fazer parar e relaxar um pouco.

Seu disco de estreia conta com 12 faixas na versão normal e mais 5 na versão deluxe e a cantora escreveu todas elas, com a colaboração de outras pessoas, inclusive Chris Martin em “Homesick”.

Não há uma divisão no álbum entre faixas lentas e mais agitadas, há uma progressão entre elas e as batidas são sempre marcantes. Gostaria de destacar todas as faixas, pois cada uma tem sua característica própria, mas as mais fortes, na minha opinião definitivamente são “Hotter Than Hell”, “Room For 2” e “Thinking ‘Bout You”.

Num mundo onde a maioria das músicas feitas atualmente falam sobre um amor impossível e de forma triste, Dua canta sobre o amor de maneira positiva, em “Be The One”, por exemplo, e segura, como é o caso de “Blow Your Mind (Mwah)”.

O álbum, assim como suas performances ao vivo, mostra que a potência vocal de Dua consegue se sustentar sozinha, sem a necessidade de muitos elementos para que a música flua e fique atrativa. Um ótimo álbum de estreia, agora só nos resta aproveitá-lo, torcer para que ela venha ao Brasil em breve e aguardar o próximo lançamento da cantora.

Tracklist:

1. Genesis
2. Lost in Your Light (feat. Miguel)
3. Hotter Than Hell
4. Be The One
5. IDGAF
6. Blow Your Mind (Mwah)
7. Garden
8. No Goodbyes
9. Thinking ‘Bout You
10. New Rules
11. Begging
12. Homesick
13. Dreams
14. Room For 2
15. New Love
16. Bad Together
17. Last Dance

Nota: 10

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte a Dua Lipa, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify, Instagram.


COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!