Rock in Rio: Confira os destaques do Palco Mundo desta quinta (21/09)

SCALENE

Iniciando a segunda semana de shows do Rock in Rio, foi a vez dos meninos da Scalene subirem ao palco. Esta foi a primeira vez dos brasilienses no festival e o nervosismo dos integrantes foi notável, mas se transformou numa apresentação potente. Entre músicas mais antigas e do mais recente disco, pode-se dizer que a banda segurou a atenção do público. “Surreal” e “Amanheceu” ganharam um pequeno coro na plateia e Tomas, guitarrista do grupo, discursou sobre momento complicado no Brasil e a necessidade a união. “Danse Macabre” e “Legado” fecharam a apresentação, que não empolgou tanto quanto as atrações nacionais da semana anterior.

FALL OUT BOY

O Fall Out Boy, que substituiu Billy Idol, não deixou a desejar no quesito setlist: teve nostalgia e novidade. A banda apresentou hits antigos como “Sugar We’re Going Down” e “Dance Dance”, mas teve também duas novas músicas, que farão parte do próximo disco do grupo: “The Last Of The Real Ones” e “Champions”. Enérgicos, a apresentação não desacelera um minuto e o palco é melhor utilizado em sua maioria por Pete Wentz, que faz questão de ir de um lado para o outro e interagir com o público. Sempre destacando a honra de tocar no mesmo palco em que Aerosmith e Def Leppard, os americanos fizeram a plateia dançar até o fim. Ao saber que tinham tempo para mais uma música, terminaram o show com “Saturday”, canção de 2003 pertencente ao seu segundo disco.

Def Leppard
Foto: Marques – I Hate Flash / Rock in Rio – Divulgação.

DEF LEPPARD

Os britânicos do Def Leppard finalmente chegaram ao Rock in Rio, após o cancelamento de sua participação na primeira edição, em 1985. Os veteranos não deixam nada a desejar quando se trata de presença de palco e sincronia, com solos de guitarra e bateria impressionantes. O público, porém, não compartilhava da mesma animação dos caras e pouco participou do show, mostrando um traço de empolgação quase no fim com “Pour Some Sugar On Me”. O repertório também incluiu “Rock Of Ages” e “Photograph”.

AEROSMITH

O headliner da noite veio carregando toda a expectativa de fãs que notoriamente estavam lá unica e exclusivamente para assisti-los. Mas não é como se o Aerosmith não aguentasse a pressão, pelo contrário, a banda fez sua estreia no Rock in Rio de maneira brilhante. Passando pelo Brasil pela sétima vez, a banda iniciou a apresentação com “Let The Music Do The Talking” e “Love In An Elevator”. Com quase 50 anos de carreira, é impossível não citar a ótima forma de todos os integrantes, que passam boa parte do show interagindo entre si e mostrando boa relação. Três covers foram apresentados: “Come Together” dos Beatles e “Stop Messin’ Around” e “Oh Well” do Fleetwood Mac, o que talvez tenha sido exagero para uma banda com tantos hits. Mas como já era de se esperar, o grande momento veio mesmo em “Don’t Wanna Miss A Thing” e a comoção foi geral. O set foi bem encerrado com “Dream On” e “Walk This Way”, que também conseguiram levantar a plateia.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte Rock in Rio e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!