Rock in Rio: Confira os destaques do Palco Sunset deste sábado (16.09)

Rael e Elza Soares | Rock In Rio
Divulgação

Palco Sunset homenageia João Donato com Lucy Alves, Emanuelle Araújo, Tiê e Mariana Aydar

O segundo dia de Palco Sunset começa com uma homenagem à João Donato, cantor, compositor e instrumentista brasileiro. Pouca parte do público, que ainda entrava na Cidade do Rock, parou para assistir e eles perderam um bom show. Com quatro nomes fortes da geração atual da MPB, as cantoras Lucy Alves, Tiê, Mariana Aydar e Emanuelle Araújo, o Palco Sunset ficou brasileiríssimo, as quatro esbanjando simpatia. Donatinho, filho de João, também participou da apresentação. Quem ficou para aproveitar, cantou e dançou clássicos de João Donato, que também estava no palco, ao piano. Canções como “Flor de Maracujá” e “Ê menina” agradaram principalmente aos poucos fãs presentes (e uns curiosos) da música popular brasileira.

Blitz convida Alice Caymmi e Davi Moraes

Com um palco significante e até surpreendentemente mais cheio, Blitz elevou a energia do Palco Sunset, colocando o público para curtir músicas tais quais “Weeknd”, “Você Não Soube Me Amar” e “A Dois Passos do Paraíso”. O Afroreggae marcou presença na primeira parte do show dando um toque ainda mais especial e energético a apresentação, e foi difícil ver alguém parado entre os presentes. Alice Caymmi fez uma entrada poderosa, cantando “Noku Pardal”, faixa que gravou em parceria com o Blitz. Com sua roupa homenageando Elke Maravilha, Alice incorporou ainda mais presença para o concerto. A multidão que acompanhava o show ouviu Evandro Mesquita tecendo críticas quanto aos políticos de nosso país, em um dos pontos fortes da apresentação. Evandro falou sobre o descaso para com os indígenas e a Amazônia, contra a proposta do governo de entrega de uma reserva mineral do local. Acompanhado de Davi Moraes performou “Aluga-se”, relembrando Raul Seixas de hora mais que apropriada.

Rael convida Elza Soares

Um dos pontos altos do Palco Sunset do dia 16.09 foi a apresentação de Rael. Aproveitando a energia e a quantidade de público, Rael manteve o clima bom e brasileiro que havia se instaurado. “Envolvidão”, um dos maiores sucessos do cantor, com certeza foi um dos momentos marcantes da apresentação, com um público engajado e bem participativo. A sequência dos covers de “My Girl” e “Kinky Reggae” seguidas pela apresentação de “Hip Hop é Foda” e “Minha Lei” também foi de bastante envolvimento e boa energia.

A entrada de Elza Soares veio para consagrar ainda mais o momento. Como a rainha que é, Elza entrou carregada em seu trono, acompanhada de seu harém masculino particular. Em parceria, os dois artistas cantaram “A Carne” e “Hoje é dia de Festa”, porém “Maria da Vila Matilde” e “Mulher do Fim do Mundo” foram especiais. Com a aproximação do final do show, uma parte do público começou a se dispersar, já se encaminhando para o Palco Mundo. Ainda assim, Rael e Elza protagonizaram um dos grandes momentos do dia e desta edição.

Miguel convida Emicida

Miguel pouco conseguiu competir com show de Shawn Mendes, que se aproximava. Grande parte do público parecia estar ali para ver o jovem canadense, entretanto ainda assim Miguel animou quem resolveu assistir. Canções como “Drink”, “Quickie” e a recentemente lançada “Shockandawe” botaram o pessoal para dançar com um som envolvente de um cantor cheio de carisma. A banda foi um dos destaques do show, se mostrando alinhada com a energia e talento do cantor, que pela primeira vez vem ao Brasil. O californiano recebeu o rapper Emicida na última parte do show e os dois pareciam bem integrados. A parceria poderia ter se estendido por mais tempo, contudo foi um bom fechamento para este segundo dia de Palco Sunset.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Rock in Rio, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: FacebookTwitterSpotify e Instagram.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!