Roger WatersRoger Waters sempre se manifestou sobre assuntos importantes e polêmicos em sua carreira. Agora com Donald Trump no poder e todas as questões envolvendo o atual presidente dos Estados Unidos, isso não seria diferente. De acordo com o Consequence of Sound, conforme publicado no último domingo (19), o músico considera apresentar o icônico “The Wall”, álbum do Pink Floyd, na fronteira dos Estados Unidos com o México.

Em entrevista para a AFP, Waters afirmou que o álbum é bastante relevante no contexto atual com Donald Trump e seu muro, e que essa construção é prejudicial em níveis pessoais e internacionais.

“Primeiro, é necessário um despertar contra essas políticas de extrema-direita. Ela está lotada de homens gananciosos e poderosos enquanto falo com você. (…) Música é uma forma legítima de demonstrar protesto, músicos têm o direito absoluto, o dever, de abrirem suas bocas para falar.”

Atualmente, Waters tem trabalhado em seu mais novo trabalho, 25 anos depois de seu último álbum solo.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Roger Waters, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.