Selena Gomez: O primeiro single de cada álbum da cantora

Voltamos com a coluna que analisa o primeiro single de cada álbum lançado pelo artista em questão e, no post de hoje, vamos falar sobre a cantora Selena Gomez que possui sua carreira dividida em duas fases: seus três primeiros CD’s como vocalista da banda Selena Gomez & The Scene e seus dois últimos CD’s como artista solo. Vamos lá?


Kiss & Tell (2009)

A cantora iniciou seus trabalhos como vocalista na banda Selena Gomez & The Scene e o primeiro single do trabalho foi “Falling Down”, a faixa de Pop/Rock que faz, não só o estilo da maior parte do álbum, como também da Disney, local onde Selena ergueu sua carreira de sucesso. Apesar do primeiro single descrever bem o álbum num geral, ele é bem diferente do segundo single “Naturally”, que possui um estilo mais voltado para o eletrônico, usando mais elementos computadorizados e menos instrumentos como guitarra, bateria e baixo, bastante presente no álbum.


A Year Without Rain (2010)

Não dava para prever na época, mas Selena tinha dado o primeiro passo para construir sua carreira no mundo pop com seu último single do primeiro álbum que, se formos comparar, se encaixa melhor em seu segundo álbum. “Round & Round” abre os trabalhos do segundo disco da cantora e trás consigo uma Selena ainda mais pop e dançante, deixando aos poucos o pop/rock de lado. Apesar de ainda possuir alguns instrumentos presentes na faixa, o single expressa bem a intenção de Selena de migrar, cada vez mais, para o pop com o novo cd. Já o segundo single “A Year Without Rain” é uma balada pop sem vínculo algum com o estilo anterior da cantora. Aqui, Selena começava a preparar o terreno para o que viria a seguir.


When the Sun Goes Down (2011)

Em seu último trabalho como parte da banda, Selena já assume uma outra postura. Um pop dançante descarado e assumido. No entanto, o primeiro single do trabalho é uma faixa leve e encorajadora, quase que como uma mensagem de incentivo à seus fãs para não desistirem de seus sonhos. O segundo e terceiro singles do álbum fazem muito mais jus ao restante do álbum do que o primeiro de fato. “Love You Like a Love Song”, maior hit de Selena até então, e “Hit The Lights” são faixas pop com elementos eletrônicos com nomes de peso na produção e que versam com o europop, por utilizar elementos da disco music e abusar dos sintetizadores.


Stars Dance (2013)

E eis que Selena decide dar uma reviravolta em sua carreira. Se antes ela falava de amor, corações partidos, relacionamentos e mensagens de incentivo; agora temos uma cantora solo sem medo de mudar sua imagem por completo e “Come & Get It” é a prova disso. Com batidas indianas dando a introdução da faixa e a acompanhando durante toda sua extensão, temos uma Selena madura, com clipes mais mais sensuais e letras mais provocativas. A faixa é um aviso da cantora para o mundo de que ela veio pra conquistar o seu lugar dentre os grandes nomes da música. O segundo single “Slow Down” só reafirma de que a cantora irá mergulhar de vez no pop combinado com a dance music. O disco é recheado de hinos para serem tocados em clubes noturnos e temos uma Selena muito mais intensa.


Revival (2015)

Para concluir seu contrato com sua antiga gravadora, Selena lança uma coletânea entre o último álbum e esse e o single inédito que vem com ela, a faixa “The Heart Wants What It Wants”, é uma perfeita dica do rumo que Selena iria tomar no novo trabalho. “Good For You”, que tem parceria com o rapper A$AP Rocky, é o carro chefe do novo álbum “Revival”, que é um renascimento da cantora em vias de fato. Selena abandona de uma vez só a dance music, os sintetizadores e as faixas super produzidas e aposta em um pop mais leve e de fácil digestão, elevando a cantora a um novo patamar. Seguindo os trabalhos do álbum, temos “Same Old Love”, “Hands to Myself” e “Kill ‘em With Kindness” que são faixas que provam, ainda mais, o quão coeso e original é o novo álbum da cantora, diferente de tudo que ela já fez. Mas e agora, o que será que vem a seguir?

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte a Selena Gomez, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR
Guil Anacleto

Arquiteto e Urbanista por opção, cantor e amante de música por vocação. Uniu seu gosto por música e por escrita quando viu no Nação da Música a oportunidade de fundir ambos. Não fica sem um bom livro, um celular e um fone de ouvido. Amante de séries, televisão, reality shows, gastronomia, viagens e tenta sempre usar isso a seu favor para estar reunido com família e amigos. Uma grande metamorfose ambulante reunida em um coração sonhador com um toque de humor indispensável.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!