Selena Gomez fala sobre seu transplante de rim no Lupus Research Gala

Foto: Reprodução/Instagram
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

A cantora Selena Gomez compareceu, nesta terça-feira (21), no Lupus Research Gala, como cadeira honorária do baile de gala, que teve como anfitrião o apresentador americano Seth Meyers e que existe em prol da batalha contra o lúpus, doença auto imune responsável pela necessidade de Selena passar por um transplante de rim.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Durante seu discurso no evento, Selena deu detalhes de sua cirurgia: “Após passar por tantos testes para monitorar meus rins, meus médicos … disseram que eu teria que fazer um transplante de rim. Talvez eu não tivesse muita noção do que aquilo significava, então acabou chegando num ponto de que era vida ou morte (…) Felizmente, uma das minhas melhores amigas me deu o seu rim, e isso foi o maior presente da minha vida.”

- ANUNCIE AQUI -

Gomez ainda direcionou sua fala para seus médicos, especialmente para dois deles que estavam na plateia e os agradeceu: “Eu só quero agradecer muito vocês. Estar realmente homenageando pessoas como vocês, quando no meu mundo isso de premiações pode parecer meio vazio, é muito, muito especial.”

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Selena Gomez, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

VIABillboard
Arquiteto e Urbanista por opção, cantor e amante de música por vocação. Uniu seu gosto por música e por escrita quando viu no Nação da Música a oportunidade de fundir ambos. Não fica sem um bom livro, um celular e um fone de ouvido. Amante de séries, televisão, reality shows, gastronomia, viagens e tenta sempre usar isso a seu favor para estar reunido com família e amigos. Uma grande metamorfose ambulante reunida em um coração sonhador com um toque de humor indispensável.