Projeto “Sons que Vêm da Serra” anuncia data de lançamento

Com exclusividade para a Nação da Música, o projeto “Sons que Vêm da Serra” anunciou nesta quarta-feira (09) a data de lançamento da coletânea: 14 de novembro.

O trabalho reunirá diversos estilos musicais da Serra Gaúcha (RS), onde ficam cidades como Gramado, Caxias do Sul, entre outas. O projeto foi selecionado pela Natura Musical em edital de 2018 com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura Pró-Cultura RS por meio da Secretaria de Estado da Cultura e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A idealização e produção ficou por conta do selo Honey Bomb Records.

O álbum contará com os nomes: trio Slam das Manas, Gabrre, o encontro entre duas gerações com Maria Rita Stumpf e João Gôsto, Jagunço, Araucana, OLO, Bloco da Ovelha, TeTo, Bardos da Pangeia, e também uma parceria entre a banda local Não Alimente os Animais e o senegalês Mohamed Aw.

Confira a capa da coletânea logo abaixo e o teaser no topo da página!

Todas as faixas do disco foram captadas no estúdio Noise Produtora em Caixas do Junho, em 2019, com a produção musical de Francisco Maffei e engenharia de som de Carlos Balbinot e Fábio Zanco.

- PUBLICIDADE -

“Foi um processo difícil, mas também prazeroso, ouvir as quase 70 demos inscritas no edital. Fui surpreendido com a diversidade musical autoral que os artistas da serra vêm produzindo. É uma região inevitavelmente inspiradora para a música e para as artes, seja pelas suas características naturais, climáticas, culturais ou econômicas. A natureza pulsante convive com a frieza das indústrias e o perímetro urbano se encontra rapidamente com as colônias, nome que ainda damos para as áreas rurais daqui. Acho que dá pra sentir isso em cada uma das músicas, gente que sabe como é viver aqui, mas que se conecta com o restante do mundo e das suas infinitas linguagens”, explica o curador Jonas Bustince.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Sons que Vêm da Serra, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!