SuperStar (2): Confira as apresentações e os classificados do Top 9

superstar
No último domingo (28) foi a vez dos classificados no Top 9 subirem ao palco. Nesta fase, os jurados deixaram de votar durante as apresentações e reservaram 7% para a banda que mais gostaram no dia. Com isso, a disputa, que já estava emocionante antes, ficou ainda mais acirrada. Ao final, as duas bandas menos votadas deixaram o programa.

A abertura da noite ficou por conta dos cariocas da banda Devir, apadrinhados por Sandy. O time de músicos apostou em uma releitura das músicas “Segue o Som”, de Vanessa da Mata, e “O Tempo Que Passou”, de Flavinho Raggaman. Apesar de uma boa porcentagem, 61% dos votos, o telão não subiu para a banda.
Confira a apresentação aqui.

Na sequência, foi a vez dos astronautas do forró subirem ao palco. A turma de Piracicaba, interior de São Paulo, Dona Zaíra apostou em uma mistura de covers com “Coração Bobo” de Alceu Valença e Praieira”, de Chico Science. A apresentação rendeu 54% dos votos do público e rendeu elogios da madrinha, Sandy “Vocês são bons músicos, não entendi o porquê de o telão não ter subido”.
Confira a apresentação aqui.

A banda Serial Funkers era a próxima a se apresentar no palco. Para a noite, os músicos apadrinhados por Thiaguinho, apostaram em uma releitura do grande sucesso de Claudio Zolli, “Noite do Prazer”. Em uma performance cheia de estilo próprio, o grupo alcançou 65% dos votos. O padrinho ainda comenta sobre o vocalista Régis, que disse estar sem voz antes de começar a noite de apresentações “O Régis disse que estava sem voz. Ele está brincando comigo, né?”, brinca o jurado.
Confira a apresentação aqui.

Uma pausa para respirar. Agora vamos lá, porque o que veio em seguida foi realmente de tirar o fôlego. Os meninos da banda Versalle apostaram em um cover arriscado, com chances enormes de não sair como o esperado. No entanto, a banda, do time de Sandy, fez uma apresentação impecável com a mistura dos sucessos “No One Knows” do Queens of The Stone Age e que “Que País é Esse” do Legião Urbana. Escolha difícil, performance confiante. Os meninos arrancaram 57% dos votos do público e fizeram o telão subir.
Confira a apresentação aqui.

Era a vez dos jovens da banda Lucas e Orelha mostrarem seu trabalho e tirarem a má impressão que deixaram com a emoção incontida do vocalista Orelha na última apresentação. Para a noite, o grupo trouxe uma composição própria intitulada “Preta Perfeita”. Com ritmo agradável e vocais afinados, os afilhados de Thiaguinho alcançaram 66% dos votos.
Confira a apresentação aqui.

Seguindo as apresentações autorais, a banda Big Time Orchestra subiu ao palco do reality com a música “Buraco de Camiseta” e conquistou 54% dos votos, fazendo o telão subir no último momento. Um dos jurados mais críticos da edição e padrinho da banda, Paulo Ricardo, comentou a apresentação “Vocês mostraram uma coisa autoral totalmente do espírito, que a gente entende. Dá vontade de continuar ouvindo mais”, elogia o jurado.
Confira a apresentação aqui.

A banda Os Gonzagas, do time de Sandy, seguiu a linha de apostas em covers com o sucesso de Luiz Gonzaga “Lindo Lago do Amor” e atingiram 64% dos votos. A madrinha da banda deu dicas para os músicos, orientando que eles confiassem mais na música autoral deles. “Acho que vocês poderiam confiar mais, porque isso, de misturar as músicas, vocês já fizeram”, comenta a jurada.
Confira a apresentação aqui.

A penúltima banda a se apresentar na noite foi a Scalene, que trouxe mais uma vez para o palco de apresentações uma música autoral. Ao som de “Nós > Eles”, os músicos de Brasília atingiram 60% dos votos e ficaram lá embaixo no ranking, assustando os fãs que estavam acostumados a ver a banda sempre com as melhores posições. Os afilhados de Paulo Ricardo fizeram o telão subir e encheram os olhos do padrinho “As pessoas cobram da gente letras politizadas, e eles fizeram isso no tempo certo, no momento certo. Tem muita coisa acontecendo no país e eu tenho muito orgulho de ser padrinho de vocês”, comenta o jurado.
Confira a apresentação aqui.

Para encerrar a noite, Dois Africanos chegaram confiantes ao palco do SuperStar. Os músicos apostaram em “Am I Wrong”, de Nico & Vinz, com o rap francês autoral “Street Dream”, atingindo assim a maior pontuação da noite com 74% dos votos do público. O padrinho do grupo, Thiaguinho, disse estar orgulhoso da performance e comentou sobre o estilo da música “Sempre quis escutar o Izy cantando algo mais romântico”.
Confira a apresentação aqui.

Após as apresentações das bandas, era hora de os jurados darem seus 7% para as bandas que mais os agradaram na noite. Os votos começam por Paulo Ricardo que não hesita em dar sua porcentagem para seus afilhados da Scalene. Logo em seguida, Sandy comenta que está sendo estratégica e vota em Versalle. Por fim, o cantor Thiaguinho diz que segue sempre seu coração e dá seus 7% para a banda Dois Africanos, que já estava em primeiro lugar.

O ranking final ficou dessa forma:

1. Dois Africanos: 81%
2. Scalene: 67%
3. Lucas e Orelha: 66%
4. Serial Funkers: 65%
5. Os Gonzagas: 64%
6. Versalle: 64%
7. Devir: 61%
8. Big Time Orchestra: 54% ELIMINADO
9. Dona Zaíra: 54% ELIMINADO

Está cada vez mais perto do resultado e a disputa acirradíssima. No próximo domingo (4), o Top 7 sobe ao palco e os três menos voltados darão adeus a competição. Na noite, serão revelados os quatro finalistas da edição que irão se apresentar na final do reality.

E você confere todos os detalhes aqui no Nação Da Música!

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades do SuperStar e da Nação da Música.

COMPARTILHAR

DEIXE SEU COMENTÁRIO!