SZA solta “The Anonymous Ones” – parte da trilha de “Dear Evan Hansen”

SZA
RCA Records / Blair Caldwell
- PUBLICIDADE -
MAR ABERTO

Parte da trilha sonora oficial do filme “Dear Evan Hansen”, a super-estrela do R&B SZA lançou a faixa “The Anonymous Ones” nessa sexta-feira (10) – mesclando o estilo do musical original e o da cantora.

- PUBLICIDADE -
MAR ABERTO

A canção foi solta nas plataformas de streaming como um single com duas músicas – a versão da artista SZA, e a da atriz Amandla Stenberg, parte do elenco do filme, que estará sendo lançado no dia 24 desse mês, setembro de 2021.

- PUBLICIDADE -

Acompanhando a temática de saúde mental e seu tratamento de “Dear Evan Hansen”, originalmente um musical da Broadway, “The Anonymous Ones” é uma faixa forte sobre esconder suas emoções atrás de uma máscara e não mostrar o verdadeiro você para o mundo. Entre os muitos versos impactantes, SZA canta “As partes que não podemos contar, nós carregamos elas bem, mas isso não significa que elas não são pesadas”.

- PUBLICIDADE -

Esse lançamento vem depois das três faixas surpresa que a cantora soltou, “Nightbird”, “I Hate You” e “Joni”, na plataforma SoundCloud – isso foi no fim de agosto, dia 23, como você pôde conferir aqui na Nação da Música.

- PUBLICIDADE -

Para ouvir a nova música, só conferir o player no fim dessa matéria, ou clicar aqui para escutar ela na sua plataforma de streaming favorita.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam SZA, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- PUBLICIDADE -
Estudante de jornalismo, não-binárie e apaixonade por música. Sempre aberte para ouvir qualquer gênero, artista ou década. O universo do pop, principalmente hyperpop, k-pop e synthpop, é onde eu vivo e sobrevivo.