The 1975: Matty Healy discursa sobre atentado em Manchester

The 1975
Foto: Camila Cara / T4F

O vocalista da banda The 1975, Matty Healy, discursou na noite de terça-feira (23) durante um show em Detroit sobre o atentado que matou, pelo menos, 22 pessoas em Manchester.

“Eu estou puto. Estou entediado. Estou entediado com o nacionalismo e com o racismo. Tanto faz. Acabou. Nacionalismo, religião, todas as coisas regressivas, elas acabaram. Nós não podemos seguir da maneira que estamos seguindo (…) Eu não sei nada sobre nada, certo. Sou apenas uma pessoa que está aqui. Nós somos de Manchester, lá é o lugar que costumávamos sair, alguém colocou uma bomba lá e matou um monte de crianças que estavam indo para um show em Manchester (…) E eu não preciso ser educado para falar porcaria nenhuma.”

Na segunda-feira (22), uma bomba explodiu durante o final do show da Ariana Grande na cidade inglesa. Até o momento, 22 duas pessoas morreram e 59 ficaram feridas, sendo que uma das vítimas é uma garota de apenas 8 anos. Abalada, a cantora suspendeu sua turnê, que passaria pelo Brasil, por tempo indeterminado.

Além de Matty Healy, diversos artistas demonstraram apoio às vítimas sobreviventes, às famílias e à Ariana Grande em suas redes sociais. Brian May, do Queen, Morissey e Paul McCartney também se pronunciaram sobre o assunto.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Matty Healy e o The 1975, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram. Assista ao discurso de Matty Healy:

COMPARTILHAR
Formada em jornalismo, considera a música uma de suas melhores amigas e poderia facilmente viver em todos os festivais. Bandas preferidas? McFLY e Queens of the Stone Age.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!