charlie-brown-jrNos tempos de ouro da MTV, a versão brasileira do canal que ditava tendências no mundo chegou com mais um inusitado projeto, o “Estúdio Coca-Cola”. O programa juntava artistas diferentes em uma mistura louca e inusitada de estilos, celebrando a união das diferenças – assim como a doideira feito pelo Linkin Park e Jay-Z (relembre). Parte da campanha “Viva o Lado Coca-Cola da Música”, o projeto foi responsável por parcerias memoráveis de sons totalmente opostos, como foi o caso de Charlie Brown Jr. e Vanessa da Mata em 2008.

O show foi o primeiro episódio desta temporada (que seria a última), exibido em maio pela MTV. Quem teve a oportunidade de acompanhar a estréia se lembra daquela sensação de não saber o que esperar e se permitir ser surpreendido. O programa também exibia os bastidores da gravação e como foi possível unir a agressividade de Charlie Brown Jr. com a tranquilidade de Vanessa da Mata. Inusitado, esse foi apenas mais um dos enormes legados deixados pela banda do Chorão (†).

Lá em 2008, Charlie Brown assumia a responsa como representante dos skatistas, sufistas e adolescentes rebeldes, que usavam o rap/rock/punk do grupo como meio de expressão. Vanessa da Mata também colhia os frutos do álbum “Sim” e de sucessos como “Ai, Ai, Ai” e “Boa Sorte/Good Luck”. Cada um em seu estilo, ambos imprimiram sua digital na cultura musical da época, mas ninguém nunca sonhou em vê-los juntos no palco.

O grupo preparou com carinho a setlist da apresentação, mesclando singles dos dois artistas, como o mashup incrivel de “Senhor do Tempo” e “Não Me Deixe Só”. É claro que “Ai, Ai, Ai”, “Vermelho”, “Ela Gosta É De Barriga” e “Lutar Pelo Que É Meu” não pode faltar no encontro inusitado. Memorável.

- PUBLICIDADE -

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, e acompanhar as novidades da Nação da Música.