Throwback: Metallica e o épico projeto “S&M” de 1999

Foto: Marcelo Mattina - I Hate Flash / Divulgação Rock in Rio.
Foto: Marcelo Mattina – I Hate Flash / Divulgação Rock in Rio.
- PUBLICIDADE -
Bruno Martini

Um pouco antes da virada do milênio, o Metallica resolveu levar a sério a definição de épico com uma parceria que todo mundo já ouviu falar. A ideia de combinar o heavy metal da banda com uma orquestra sinfônica pareceu tão genial e ao mesmo tempo tão excêntrica na época que não é a toa que continua sendo lembrada até hoje.

- PUBLICIDADE -
Bruno Martini

Foi o palco do The Berkeley Community Theatre na Califórnia que recebeu o ousado projeto, e no mês de abril de 1999, a ideia de Cliff Burton começou a tomar forma. Para a gravação, a banda convidou a Orquestra Sinfônica de São Francisco que de cara aceitou a proposta. A paixão de Burton por música clássica foi somada a influências do álbum “Concerto for Group and Orchestra” do Deep Purple, pioneira nesse tipo de mistura lá em 1969 – foi este mesmo projeto que serviu com base para o grandioso “The Wall – Live In Berlin” de 1990.

- PUBLICIDADE -

Para a setlist, os americanos pegaram os principais singles do extenso repertório do Metallica e recriaram as canções junto aos elementos gerados pelos grandiosos instrumentos da Orquestra. O processo de preparação para a gravação foi longo e cuidadosamente pensado, sofrendo alguns cortes e alterações em algumas músicas.

- PUBLICIDADE -

Pra coroar, os membros apresentaram duas inéditas durante o show, “No Leaf Clover” e “- Human”, que chegou ao público em geral através do lançamento em álbum duplo, DVD e no bom e velho VHS, simplificado no estilizado logo “S&M”, que representa bem o conceito do projeto: dois diferentes estilos em uma perfeita harmonia.

- PUBLICIDADE -

Não deixe de curtir nossa página no Facebook para acompanhar as novidades do Metallica e da Nação da Música


Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui.

- PUBLICIDADE -