Foto: Ted Williams

Nesta terça-feira (15) o homem que inspirou o mundo com o sonho de igualdade, Martin Luther King Jr. completaria 90 anos de vida.

Doutor, pastor batista e o mais importante ativista na luta a favor dos direitos civis dos negros dos Estados Unidos e Prêmio Nobel da Paz, Martin Luther King encabeçou manifestações pacificas contra a segregação social e racial, garantindo leis e conquistas ao povo negro norte-americano. Sua luta foi interrompida, em 1968 ao ser assassinado enquanto descansava na sacada de um hotel, em Menphis.

Martin Luther King combateu o bom combate, completou a carreira e inspirou músicos de todo o mundo que o homenageiam até hoje. Veja a seguir os tributos em forma de cançao e poesia:

1. John Legend & Common – “Glory”
A música “Glory”, tema do filme “Selma – Uma Luta Pela Igualdade” (2014), premiada no Oscar e no Globo de Ouro como “Melhor Canção Original” é uma das homenagens mais comoventes e emblemáticas que retratam a luta do “Móises” norte-americano. Interpretada pelo rapper Common e o cantor John Legend, este hino à esperança por dias melhores retrata o protesto pelo direito ao voto da população negra, de 1965 na cidade de Selma, no Alabama. A manifestação que contou com a presença de Martin Luther King Jr, entrou para a história da luta pelos direitos civis dos negros na  “Terra da Liberdade”.

2. The Carters (Beyonce e Jay-Z) – “Black Effect”
O casal mais poderoso da música não podia ficar de fora, Beyonce e Jay-Z em seu projeto “The Carters” estouraram com o single “Black Effect”, no qual Jay-Z cita oMLK Boulevard”, ou seja, retratando a realidade de algumas cidades estadunidenses que receberam em suas ruas uma homenagem com o nome de Martin Luther King. Coincidentemente, essas regiões costumam ter altos índices de violência. E pra quem não sabe, antes de ser rapper, Jay-Z já foi traficante de drogas, portanto assim como diz a letra ele já teria ‘conhecido’ esses  bairros.

3. Kendrick Lamar – “Backseat Freestyle
Na música “Backseat Freestyle“, a revelação do hip hop mundial, Kendrick Lamar homenageia o pastor batista em um dos seus primeiros sucessos musicais e exclama em alto e bom som: “Martin teve um sonho e Kendrick tem um sonho”, traçando um paralelo entre o mártir e o cantor, a canção foi lançada em seu segundo álbum de estúdio, “Good Kid, M.A.A.D City”.

- PUBLICIDADE -

4. Tellingbeatzz – “Martin Luther King”
A música intitulada com o nome do ativista norte-americano “Martin Luther King” é um beat produzido pelo dj Thomas Hodek para o projeto Tellingbeatzz. O clipe é uma verdadeira aula de historia revelando os eventos importantes da vida do Dr. Martin Luther King Jr. e as contribuições significativas para o Movimento dos Direitos Civis. Os “alunos” aprendem sobre sua biografia, incluindo a segregação que ele e a comunidade afro-americana enfrentaram, seu trabalho como pastor e seu papel no boicote aos ônibus de Montgomery. O vídeo também descreve o compromisso de King contra atos violentos de protestar e apresenta trechos do discurso “Eu tenho um sonho” (I Have a Dream), pronunciado na Marcha de Washington que reuniu mais de 200 mil pessoas e ecoado até hoje.

5 – Bakermat – “One Day (Vandaag)”
O DJ holandês Bakermat ficou conhecido mundialmente pelo hit “One Day (Vandaag)”, que acrescenta batidas de house a frases do famoso discurso “I Have a Dream” de Martin Luther King Jr.

6 – King Yobo x Martin Luther King Jr – “Its my life”
O cantor de R&B, soul e dancehall ganense, king Yobo compôs na canção motivacional “Its my life” um dueto com os discursos de Martin Luther King Jr, inspirando o ouvinte a alcançar seus sonhos. O clipe se passa em um campo de futebol, em Gana, na Africa e tem como promessa e esperança crianças ganenses que almejam um futuro melhor.

7 – “Tributo a Martin Luther King” – Wilson Simonal
Durante a Ditadura Militar no Brasil, o cantor e compositor Wilson Simonal representou uma vitória de classe ao ser um dos poucos negros na época a ter uma ascensão social. Embora não fosse ligado aos movimentos sociais, Wilson Simonal se identificava com a luta do negro nos Estados Unidos presidida por Martin Luther King, para quem compôs a canção “Tributo a Martin Luther King”, em parceria de Ronaldo Bôscoli, retratando em um dos momentos históricos da televisão brasileira nos festivais de música da antiga programação da TV Record. Hoje, a música dedicada ao filho é interpretada por Wilson Simoninha e retratada na peça teatral “S’imbora, o Musical – A História de Wilson Simonal”, que conta a história do artista.

- PUBLICIDADE -

8 – Martin Luther King na excêntrica ópera de Berio
No segundo movimento da Sinfonia chamado “O King”, o compositor e musicista Berio homenageia o líder Martin Luther King. A música é retratada através da decomposição do nome de Martin Luther King em sílabas, vogais e consoantes formando um efeito de plano de fundo magnífico e entoando através da orquestra e das vozes o nome do “King”.

9 – Emis Killa – “Martin Luther King”
O  rapper italiano, Emis Killa fez uma canção com o nome do prêmio nobel “Martin Luther King”, como se estivesse revelando ao ativista negro quais são os sonhos da nova geração, referindo-se ao famigerado discurso “I Have a Dream”.

10 – Aretha Franklin – “Precious Lord”
Voz ativa da luta pelos direitos civis, ao lado do pai e do amigo Martin Luther King, Aretha Franklin ofereceu consciência e orgulho negro em suas canções e se tornou símbolo da luta afro-americana, além de ser a voz feminina que emancipou a mulher negra na música. Sua ligação com o ativista era tamanha, ao ponto de homenageá-lo em seu funeral, em 1968.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Martin Luther King, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!