1Kilo
Divulgação

Dividido em duas partes, o 1kilo lançou o álbum “Alma de Favela” com diversas parcerias, tendo o rap como principal base e abordando diversos temas em suas letras.

A primeira parte inicia com a faixa-título. Com uma batida mais densa, ela conta com Sadan, Black, Pablo Martins, Dois P e Funkero. A letra chama a atenção para a dificuldade e das características de morar na favela. O refrão muda o ritmo da música e é bem cativante.

Já “Pesadelos” começa de maneira mais leve e já com o refrão, o que é algo interessante deixando o mais chamativo logo no início. Ela tem a colaboração de Matheus Mt, Adonai, Pelé MilFlows, PD e Pablo Martins novamente. De batida ela é bem mais tranquila e também traz uma mensagem relatando alguns obstáculos da vida.

A Luz da Vela” é a maior faixa desta primeira metade. Participam desta CT, Chris, SOS, Luccas Carlos e Pablo Martins. Ela já muda um pouco com relação às anteriores, seus versos são mais rápidos e com um pouco mais de efeito nas vozes, sem ser tão cru. Nesta também há uma presença maior de referências atuais, falando de jogadores de futebol e alguns programas de televisão.

Em “Agora a Fase é Rica”, um piano começa a batida densa que dá o tom em toda a música. Fabio Beleza tem um vocal mais grave e encaixa bem nesse estilo. Além dele, estão Pelé Milflows, Diogo Lobo e Sadan. Ela passa uma mensagem de superação, mostrando tudo o que conquistaram por meio da música.

Começando com um violão mais tranquilo, mas logo inserindo a batida, “Ouviram Tiros” apresenta uma crítica social maior. Nela, há a participação de Pablo Martins, Dois P, Helião, MZ e RZO. Seu primeiro verso é o mais descritivo, fala do crescimento de uma criança que se depara com consumo de drogas, briga familiar e no refrão chega a parte dos tiros que se ouvem nas quadras. Há também críticas ao governo pela corrupção e por impostos.

- PUBLICIDADE -

Também com batida pesada, “Sem Simpatia” conta com Sadan, Pablo Martins, Dois P e Mazin. Os primeiros versos são mais graves e um pouco mais lento, mas o segundo conjunto, em que Sadan canta, é bem mais acelerado. Esta já é uma faixa que tem mais ostentação, retratando tudo que conquistaram e como os outros buscam o que eles possuem.

Finalizando a primeira parte, “Guerra Padrão” tem uma batida mais tranquila que a anterior, mas seu vocal ainda é agressivo. Dois P, Funkero, Helio Bentes, Shawlin e Fabio Beleza colaboram nesta música.

Ouça a parte 1 pelo player do Spotify abaixo:


- PUBLICIDADE -

A faixa que inicia a segunda metade é “Velocidade Máxima” e é uma ótima abertura. Com um toque que se repete em diversos pedaços da música, ela traz versos rápidos. Diogo Loko canta de um jeito forte, assim como Cesar MC. Além dos dois, também estão presentes Pablo Martins e Chris. Nela, os rappers falam um pouco de si e de suas trajetórias, remetendo ao que já conquistaram até aqui e de passar por desafios.

Domingo” é uma canção mais curta e conta com Duckjay, Chris MC e Joker. Ela também conta com alguns efeitos sob as vozes e traz diversas referências atuais, citando, por exemplo, Trump, Nego do Borel e até a animação “Os Incríveis”.

Nossa Sentença” tem em seu início um leve toque e na sequência a batida densa aparece. Seus versos são cantados por Pablo Martins, Xan, Knust, Felp 22 e Diomendes Chinaski. A participação do último rapper vale um destaque à parte, seu sotaque se diferencia na música e é bom porque o rap nordestino não é muito difundido no restante do país, então sua presença é importante. Ela também tem em sua letra a mensagem das conquistas por meio do fruto do trabalho deles.

Na sequência aparece “Ritmo de Trampo” que já muda bastante tendo, em seu início, um sample que volta durante a canção. A principal fala dela é sobre o quanto trabalharam para ter tudo o que tem e, com isso, conquistando fama e glória. Nela, colaboram Pablo Martins, CT, L7nnon e Knust.

Peças do Jogo” tem um ritmo mais lento que as outras e até os primeiros versos são feitos dessa maneira. Só no último conjunto de versos é que ela acelera um pouco, mas entra o refrão novamente e a batida diminui. Knust, Pok Sombra, Cachola e Mz são as parcerias desta faixa.

- PUBLICIDADE -

Em “A Febre”, o ritmo já fica mais pesado e os versos bem acelerados. A colaboração é de Chris, Pelé Milflows, Gigante, TK e CT. Ela fala da batalha que eles passaram para chegar até onde estão e da necessidade de esperar o tempo de cada um.

Finalizando o projeto “Alma de Favela”, a faixa “Trem Bala” conta com Diogo Loko, Chris MC, Da Paz, Lino Krizz e DoisP. Ela mistura tanto versos lentos quanto outros mais rápidos e seu refrão prende bastante. É uma das melhores faixas do álbum.

Ouça a segunda parte pelo player do Spotify abaixo:


Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte 1kilo, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.