Resenha: “O Tempo É Agora” – Anavitória (2018)

Anavitória
Foto: Rafael Strabelli / Nação da Música.
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Lançado de surpresa na última sexta-feira (03), “O Tempo É Agora” é o segundo álbum de estúdio do duo Anavitória.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Ele é composto por 11 faixas, sendo uma delas com participação, e algumas ainda fazem parte da trilha sonora do filme “Ana e Vitória”, a autoficção que conta a história das duas cantoras.

- ANUNCIE AQUI -

Assim como o álbum de estreia, este também tem como principal tema o amor. Porém, neste elas deixam de lado o romantismo puro e tratam do assunto com um realismo maior. Então, em muitas letras é possível identificar o sofrimento em cima de relações.

- ANUNCIE AQUI -

E é neste estilo que o disco começa. “Ai, Amor” fala sobre a saudade que se tem de uma pessoa que não está mais na sua vida e o refrão traz a expectativa de vê-la novamente. Ela inicia de maneira bem leve com uma batida de violão que repete durante todo o tempo e fica mais agitada na segunda parte antes da entrada do último refrão. Ela foi uma ótima escolha para iniciar o álbum e é um dos destaques do disco.

- ANUNCIE AQUI -

Porque Eu Te Amo” vem na mesma linha de ritmo e, em determinado momento, fica até mais agitada com uma boa presença da bateria ao fundo. Nesta, porém, elas cantam de maneira mais apaixonada sobre poder estar com outras pessoas, mas querer ficar apenas com uma.

Até aqui as faixas apresentavam boas semelhanças com o antigo trabalho do duo, mas “Calendário” já dá outra cara ao disco. Ela inicia apenas com voz e piano de um jeito bem tranquilo e passa a acelerar na segunda parte. Além disso, ela conta com um excelente solo de guitarra mais para o final da canção. Com tantos recursos diferentes, ela é uma das melhores do álbum.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Única faixa com participação especial, “Outrória” conta com a colaboração do grupo OutroEu. A parceria ficou boa até pelo fato dos dois estilos serem relativamente próximos. O contraste entre os vocais femininos e masculinos também funcionou bem. O refrão é o momento em que eles cantam juntos e ele é bem envolvente.

- PUBLICIDADE -

A Gente Junto” diminui o ritmo e apresenta um tom mais sedutor, tanto pelas vozes que, em algumas partes, são quase sussurradas quanto pelos instrumentos ao fundo que criam uma batida bem lenta. A letra também traz alguns versos que colaboram para este aspecto e ela detalha cenas para mostrar como o casal é bom junto.

A faixa que leva o mesmo título do álbum, “O Tempo É Agora” tem como característica o fato de o refrão não ter letra, é cantado apenas com “Uh uh”, o que faz com que ele fique ainda mais na cabeça. A música é bem animada e tem todo jeito de single, é mais um acerto neste novo trabalho.

- ANUNCIE AQUI -

Preta” já é uma canção bem tranquila, com um ritmo muito leve. De acordo com o que Ana Caetano disse em seu Twitter, ela foi feita para sua mãe. Ela fala sobre esta relação, ensinamentos e cuidados.

Em “Canção de Hotel” o tema volta a ser os desencontros amorosos. Elas cantam sobre procurar em diversos lugares, mas não encontrar com quem gostariam. Seus versos tem uma batida calma ao fundo e o refrão, extremamente cativante, fica mais agitado.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Uma das mais bonitas, “Cecília” traz o vocal do duo apenas com o piano de fundo, dando maior destaque às vozes e transmitindo ainda mais o sentimento cantado. A letra é sobre uma relação que chegou ao final, onde não se reconhecem mais como casal. A melodia muito boa e as cantoras conseguem demonstrar o alcance vocal em diversas ocasiões.

- ANUNCIE AQUI -

Cantando a respeito de uma relação, “Dói Sem Tanto” compara situações em que está com e sem a outra pessoa. Na segunda parte da canção há ainda um dos versos mais interessantes do disco, contrapondo a liberdade ser algo que vem de dentro com as amarras do outro.

Se Tudo Acaba” tem um refrão que repete mais vezes do que nas outras músicas e seu ritmo não sofre muita alteração também. Até por essa estrutura ela acaba sendo uma faixa muito envolvente e ótima para fechar o álbum.

- ANUNCIE AQUI -

“O Tempo É Agora” vem para consolidar Anavitória como um dos principais nomes da chamada nova MPB. Além de trazer relação com o primeiro trabalho da dupla, que já havia sido uma boa estreia, ele mostra, principalmente, a evolução das cantoras tanto em relação à composição de letras quanto à musicalidade.

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Anavitória, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.

- ANUNCIE AQUI -
Ouça o novo álbum pelo player do Spotify abaixo:


Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter

- ANUNCIE AQUI -
RESUMO DA RESENHA
"O Tempo É Agora" - Anavitória