Resenha: “Parallel Universe” – Plain White T’s (2018)

Plain White T’s
Divulgação
- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Na última sexta-feira (24), o Plain White T’s lançou seu oitavo álbum de estúdio “Parallel Universe”.

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

Com 14 faixas, ele, num geral, consegue ser bem cativante e puxado para o pop, com altos e baixos dentro do álbum.

- ANUNCIE AQUI -

A que inicia o disco é “Light Up The Room” e já começa muito bem. Com leves batidas eletrônicas, os versos são feitos de maneira corrida e aceleram quando o refrão se aproxima e quando este chega a batida aumenta e entra um bom vocal de apoio.

- ANUNCIE AQUI -

Já “Bonnie I Want You” é bem repetitiva e seu ritmo pouco muda durante a canção toda. Os recursos eletrônicos são usados em excesso também.

- ANUNCIE AQUI -

Começando de um jeito mais devagar, “Call Me” é bem focada no pop. Após o primeiro refrão as batidas ficam bem mais fortes e vira uma música dançante.

Top of the World” inicia de um jeito diferente e bem interessante. A bateria e a linha de baixo já dão outra cara e logo entra uma guitarra que aparece no restante da música. O vocal alternando graves e agudos também é algo para se destacar nesta. Ela é uma das melhores do álbum.

- ANUNCIE AQUI -

Bem mais tranquila, “Bury Me” chega até ser um pouco monótona. Não fosse o coro pós refrão, que é a única parte que muda um pouco o ritmo, ela seguiria um mesmo padrão o tempo todo. Aqui a voz não é tão explorada e é feita, em determinados momentos, quase como um sussurro.

Já “Sick of Love” cai mais para o lado de uma balada romântica. Ela é bem mais lenta com uma batida de leve ao fundo. Com o tempo, ela até acelera um pouco, mas nada que mude tanto seu estilo.

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

No Imitations” poderia ser um resumo do que é o álbum. Ela tem tanto partes com batidas eletrônicas, refrão puxado para o pop e ainda inicia de maneira lenta com uma letra romântica. A faixa é muito boa e pode ser considerada uma das melhores deste novo trabalho.

- ANUNCIE AQUI -

Low” volta com o estilo bem dançante e a música cheia de efeitos. No final, isso acaba sendo de forma exagerada, mas ainda assim ela é extremamente contagiante.

Começando com uma base de groove, “Lying About Me And You” explora bastante os agudos no vocal, que crescem conforme o refrão chega. Ela também é bem agitada e apresenta um refrão que fica bastante na cabeça.

- ANUNCIE AQUI -

I Should Be Dead Right Now” inicia de um jeito mais pesado, com uma guitarra mais intensa e uma bateria muito presente. O estranho dela é que quando chega o refrão e esperamos que ela aumente ainda mais esse ritmo, ela diminui e fica mais tranquila. Mas passado o impacto da primeira vez, a música é muito boa e os vocais mais roucos ficaram bem neste estilo.

Em “Lips” o grande uso do vocal agudo volta e é muito bem explorado. Seu refrão é bem cativante e, mesmo sendo um pouco mais lenta, ela ainda tem seu tom de pop. É um outro acerto dentro disco.

- ANUNCIE AQUI -

Já “No Tears” é a faixa que pode mais causar estranhamento. Um teclado aparece em sua introdução e então entra o refrão que é praticamente falado de uma maneira bem grave. Seu refrão, que repete várias vezes na música, fica mais melódico e é bom, mas o a diferença para o restante da música é grande.

E fechando o álbum muito bem, aparece a harmoniosa “End of the World”. Ela é bem agitada, consegue mesclar bem efeitos com instrumentos, principalmente a guitarra que tem um destaque maior aqui.

- ANUNCIE AQUI -

O novo trabalho da banda é diferente do que conhecíamos dela, mas que ainda assim conseguiu manter a boa qualidade. Eles mesclam faixas mais leves, com outras agitadas e sempre com um ritmo que consegue prender quem está ouvindo.

Para quem gosta das resenhas da Nação da Música, a partir da semana que vem faremos enquetes em nossas redes sociais para saber quais discos vocês querem que a gente fale um pouco mais. Então, fiquem ligados e contem a opinião de vocês.

- ANUNCIE AQUI -

Muito obrigado pela sua visita e por ler essa matéria! Compartilhe com seus amigos e pessoas que conheça que também curtam Plain White T's, e acompanhe a Nação da Música através do Twitter, Google Notícias, Instagram, YouTube, Facebook e Spotify. Você também pode receber nossas atualizações diárias através do email - cadastre-se. Caso encontre algum erro de digitação ou informação, por favor nos avise clicando aqui.

Torcemos para que tudo esteja bem com você e toda a sua família. Não se esqueça de lavar bem as mãos e se possível #FicaEmCasa, mas se precisar sair não se esqueça de usar a máscara! Cuide-se.


Caso este player não carregue, por favor, tente acessa-lo clicando aqui. Siga a NM no Instagram e Twitter

- ANUNCIE AQUI -
RESUMO DA RESENHA
"Parallel Universe" - Plain White T's