Fresno
foto: Camila Cornelsen

A Fresno lançou, no início do mês de julho, seu oitavo álbum de estúdio chamado “Sua Alegria Foi Cancelada” nas plataformas de streaming.

Composto por dez faixas, o aguardado disco traz uma sonoridade um pouco diferente do que os fãs estão acostumados e uma composição lírica mais madura, natural de uma banda que acumula duas décadas de carreira.

Ele é também mais triste e isso é feito de uma maneira bem sincera, real, transmitindo muito o sentimento. E ainda podemos ver a evolução de como a emoção é tratada no disco com relação aos primeiros trabalhos da Fresno.

E sobre o estilo, apesar de ter um foco maior em músicas mais lentas, quem gosta de rock mais pesado ainda tem um bom material para explorar e não vai ficar decepcionado.

Começando com “O Arrocha Mais Triste do Mundo”, o fã já percebe uma boa diferença nos arranjos que o grupo apresentou anteriormente. Ela é mais lenta e, apesar disso, o tom de desabafo é percebido com uso de palavrões, sem que isso pareça forçado, de uma maneira bem honesta.

We’ll Fight Together” já tem uma puxada mais para o rock mesmo, com um refrão ótimo, bom ritmo, riffs de guitarra e bateria mais forte que encaixa bem neste trabalho, elevando bem a energia do álbum.

- PUBLICIDADE -

Isso Não é Um Teste” possui uma influência mais pop com refrão bem marcante e aqui as mudanças no vocal podem ser percebidas com mais facilidade, Lucas trabalha bem no agudo, grave e com gritos que funcionam bem nesta faixa.

Natureza Caos” foi a primeira desta nova fase  da Fresno a ser liberada para os fãs e foi ela que começou a mostrar alguns aspectos diferentes que seriam utilizados, como efeitos e sintetizadores. Não à toa ela foi escolhida como primeiro single, ela é um dos destaques e  consegue reunir muito bem uma letra forte e um instrumental bem trabalhado.

A faixa-título, ” Sua Alegria Foi Cancelada“, conta com a bela parceria de Jade Baraldo, que combina muito bem tanto com o gênero musical quanto com a voz do Lucas Silveira. Ela já é uma canção mais densa, com toques mais graves e o jeito que os dois vocais intercalam ficou ótimo, é daquelas músicas feitas, de fato, para serem cantadas a dois. E a artista encaixa perfeitamente no estilo, fazendo desta uma das melhores do disco.

Outra que já tinha sido disponibilizada para o público, “Convicção” volta com os riffs de guitarra e, nos versos, um vocal mais grave. Aqui a letra foge um pouco do sentimental, para falar sobre ideais e com uma crítica política mais evidente, mostrando a boa capacidade de composição em diferentes áreas. O ritmo é intenso, combinando com a potência da letra, muito acelerado.

- PUBLICIDADE -

De Verdade” contrapõe muito bem com relação à faixa anterior na questão de ritmo, principalmente porque ela mantém uma certa regularidade na melodia, tem horas que parece acelerar um pouco mas nada que fuja muito do padrão da faixa. E nesta ele fala sobre a vida num geral, o cansaço de buscar ser perfeito e, no segundo conjunto de versos, até uma reflexão diária da dificuldade de viver com a mente conturbada.

Cada Acidente” dá uma mudada bem interessante e entra com uma cara diferente, até pela parceria inusitada com Tuyo. Nela, os sintetizadores estão mais aparentes e, também por essa combinação, ela foge do padrão do disco e isso é ótimo, porque pega quem está ouvindo de surpresa.

Quando Eu Caí” é a faixa mais longa do disco e uma das melhores com certeza. Claro, o jeito que cada um recebe músicas, num geral, varia de pessoa para pessoa, mas essa é uma das mais fortes, possui um tom sentimental intenso, versos pesados e realmente dá para sentir a emoção passada na junção do vocal e melodia

Em “Eu Não Sei Lidar“, as mudanças de sonoridade estão bem nítidas, principalmente no vocal do refrão. E ela foi uma ótima escolha para encerrar o disco, porque é como um desabafo geral, como se tivesse tentando entender a vida, como nos versos “Disseram que é pra eu aprender, me erguer, saber lutar, só nunca me disseram contra o quê” e “Pois sei que a vida é um jogo que eu não sei como ganhar”.

“Sua Alegria Foi Cancelada” é um excelente álbum, com músicas individualmente muito boas, mas que fica ainda melhor quando se ouve na sequência.

- PUBLICIDADE -

Obviamente, como característica da Fresno, as faixas vêm com fortes letras, dom do vocalista Lucas Silveira. E é interessante que quem acompanha o grupo há mais tempo consegue perceber que, muitas vezes, a evolução não vem apenas em mudar assuntos que são cantados, mas como ele é tratado, o que podemos ver bem neste trabalho. E isso é ótimo, porque é um crescimento que vem em conjunto, tanto da banda quanto dos fãs.

Deixe seu comentário no final dessa publicação, marque seus amigos que também curtem Fresno, acompanhe a nossa agenda de shows e a Nação da Música através do Twitter, Facebook, Instagram e Spotify. Muito obrigado pela visita e por ler essa matéria!