The Voice
Foto: Youtube.

Mais uma noite de audições no The Voice nesta terça-feira (09), com os mentores cada vez mais exigentes, já que os times estão enchendo. Confira abaixo como foram as apresentações:

O programa começou com a apresentação de Caeland Garner, de 31 anos, que subiu ao palco para uma performance de “Dancing in the Moonlight”. Como muito aconteceu nesta temporada, Jennifer e Blake viraram e tiveram que se enfrentar. Não acredito que houvesse escolha errada nesta situação, mas Caeland optou pelo seguro e escolheu Blake.

Em seguida, Lela, de 15 anos, inovou ao apresentar a versão em espanhol de “Havana”. Kelly Clarkson ficou encantada imediatamente, bem no finalzinho, Jennifer não resistiu e também apertou seu botão. Por mais que Clarkson tivesse vantagem por ter virado primeiro, foi Hudson quem conquistou a jovem para seu time.

Cody Ray Raymond, de 26 anos, levou com ele todo o soul ao interpretar “Born Under a Bad Sign”, ao lado de sua guitarra. Com uma pegada meio James Bay, uma rouquidão na voz e bastante confiança, conseguiu virar as cadeiras de Kelly e Jennifer. A surpresa, para mim, foi que Adam não tenha se interessado pelo participante, que faz seu perfil de artista. De qualquer maneira, Clarkson saiu vitoriosa da disputa e arrumou um talento e tanto para seu time.

Com sua voz suave e jeito tímido, porém profundo, Jake Wells escolheu a bela “When The Stars Go Blue”. A performance não teve nenhum grande momento de destaque, mas foi simples e sólida, conquistando Adam no último minuto, literalmente. Acredito que os dois irão trabalhar bem e esse talvez seja um rosto que vejamos bastante ao longo da competição.

Abby Cates, de 17 anos, cantou “Scars To Be Beatiful”, e por mais que tenha sido afinada, não vi nenhum diferencial que a destacasse. Kelly Clarkson foi a única a apertar seu botão, conquistando a jovem automaticamente para seu time.

- PUBLICIDADE -

Por fim, vimos Funsho, de 28 anos. Por ser muito animada, “Finesse” acabaria sendo uma escolha de canção não tão inteligente, mas o competidor conseguiu mostrar seu talento as variações presente em sua voz mesmo com o ritmo acelerado. Adam, Kelly e Jennifer se viraram, mas foi Levine quem levou a melhor.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte The Voice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.