Especial – The Voice USA: As emoções da quarta rodada de blind auditions

- PUBLICIDADE -

Sejam bem vindos, fãs de The Voice, a mais um resumo do Nação da Música sobre o seu programa de calouros favorito! Chegamos ao quarto episódio de blind auditions e os times estão chegando perto da marca de 16 cantores. Não lembra como foram os últimos acontecimentos da série? Clique aqui para ficar por dentro do que aconteceu até agora nesta terceira temporada de The Voice!

Quem começou esta quarta parte das audições com tudo foi Adam Levine. A primeira adição ao seu time foi a incrível jovem de 17 anos, Melanie Martinez. Melanie é super talentosa, e comprova isso em todos os aspectos. Além de fotógrafa é dona de uma voz incrível, doce. E dotada de uma tremenda criatividade musical. Basta conferir a apaixonante releitura que ela fez de “Toxic”, da Britney Spears. Eu me apaixonei, e vocês?

Após Melanie, Adam acrescentou ao seu time o pai solteiro Brian Scartocci. Brian tem uma voz perfeita para o soul. E com certeza isso chamou atenção dos jurados durante a sua apresentação de “Isn’t She Lovely”, do Stevie Wonder. Mais uma vez Adam teve que batalhar com Cee Lo e Blake para conseguir uma nova voz ao seu time. O timbre de Brian é maravilhoso, Senhor Levine se deu bem mais uma vez!

Após várias duplas fraquíssimas, finalmente conhecemos alguma que se destacou e chamou atenção de Christina Aguilera. O casal Shawn e Natasha teve seu primeiro encontro, 12 anos atrás, em um estúdio musical. Era claro que o Beat Frequency tinha algo a oferecer. Em total sintonia o casal apresentou o hit “E.T.” de Katy Perry. Como uma dupla pop, acho que não podiam ter caído em um time melhor.

Cee Lo e Blake ainda não tinham conseguido vencer nenhuma queda de braço no programa de hoje e estava na hora de agir. Direto do Mississipi, a cantora Liz Davis é a oportunidade perfeita para o vocalista country do ano, Blake Shelton, sair do zero neste quarto dia de audição. Liz apresentou “Here For The Party”, sucesso da cantora pop/country Gretchen Wilson. Com certeza a cartada do troféu da ACM ajudou bastante Blake a conseguir essa ótima voz country para o seu time!

Cee Lo Green por sua vez reforçou o seu time com um astro do Youtube. Vindo do remoto Alasca, JR Aquino é um sucesso com seus vídeos covers na internet, e tenta provar que o talento pode transcender o mundo virtual. Apresentando o hit “Just The Way You Are”, do Bruno Mars, JR viu Cee Lo batalhar com Christina e Adam para tê-lo em seus times.  Achei a voz dele incrível e vocês? Alguns pequenos ajustes e esse garoto pode sim repetir o sucesso da internet na “vida real”.

Outra ótima voz que Cee Lo agregou ao seu time neste episódio foi o cantor de Minnesota, Nicholas David. A voz de Nicholas é interessante, muito forte. A versão que ele apresentou do clássico “Stand By Me” ficou incrível, na minha humilde opinião. Não entendo como só Cee Lo Green virou sua cadeira. Espero que ele consiga explorar todo o potencial, que a voz de Nicholas tem, ao longo do programa.

Uma onda de jovens cantoras pop atingiu o The Voice neste quarto episódio. E Adam Levine tratou logo de acrescentar duas delas ao seu time. Com 17 anos, Alessandra Guercio é uma estudante da Laguardia Art School, muito conhecida por ser a escola dos famosos. Alessandra fez uma ótima apresentação com a música “The Climb”, da Miley Cyrus.

A outra jovem cantora pop adicionada ao time Levine foi a garota de 15 anos Adanna Duru, que se apresentou com “The Edge Of Glory, de Lady Gaga. Não foi só o time de Adam que se reforçou com jovens vozes. Blake conseguiu Kelly Crapa, também de 15 anos, que se apresentou com “Sparks Fly, de Taylor Swift. Enquanto Christina ficou com Paulina Cerrilla, de 16 anos, que apresentou “You Make Me Feel…” do Cobra Starship.

O programa mais uma vez nos reservou uma incrível voz para o final. Avery Wilson, de 16 anos, nasceu em uma família de dançarinos e só percebeu o seu talento quando seu pai o ouviu cantando em seu quarto aos 7 anos. A apresentação de Avery cantando “Without You” do David Guetta com o Usher foi simplesmente incrível. Não se imagina que este garoto tenha somente 16 anos, já parece um artista completo. Dentre as quatro cadeiras viradas, Avery Wilson terminou no time de Cee Lo Green. E você, viraria sua cadeira ao ouvir a bela voz de Avery?

- PUBLICIDADE -