Especial – The Voice USA: Todos os detalhes sobre o terceiro dia de duelos

Mais uma rodada de duelos chega, e alguns participantes vão dando adeus ao sonho de ser A voz. Vamos descobrir o que aconteceu em mais um episódio desta terceira temporada de The Voice? Não se esqueça de acompanhar as nossas atualizações, curtindo nossa página no Facebook e nos seguindo no Twitter!

O time pop de Christina Aguilera estrelou duas batalhas neste episódio. A primeira delas teve de um lado Dez Duron, que após ser renegado nas blind auditions da última temporada voltou para uma segunda chance. Do outro, a jovem e exótica voz de Paulina. Eles interpretaram um bonito dueto de “Just The Way You Are”, do Bruno Mars, e quem acabou se saindo melhor em meio às limitações das vozes foi Dez.

A outra batalha do Team Xtina foi entre a egípcia Sylvia Yacoub e a doce voz de Joselyn Rivera. Sylvia confirmou o favoritismo e foi a escolhida para seguir no programa. Mas, após a performance de “Best Thing I Never Had”, da Beyoncé, Jeselyn Rivera foi “roubada” por Adam Levine, que se sentiu atraído pelo potencial vocal dela.

Falando em Adam Levine, o time do frontman do Maroon 5 teve uma batalha bem rock n’ roll neste episódio. No palco, Sam James e Benji deram tudo de si numa poderosa apresentação de “You Give Love a Bad Name”, sucesso do Bon Jovi. Sam James confirmou a superioridade de sua voz e aproveitou melhor os conselhos do coach e sua auxiliar, Mary J. Blige, do que seu adversário.

Duas interessantes parcerias forma formadas dentro do time de Blake Shelton. A primeira delas juntou dois dos mais peculiares candidatos do programa: o cantor mariachi Julio Cesar Castillo e a hilariante Terisa Griffin. A combinação poderia causar estranhamento, mas a performance deles para “Conga”, da Gloria Estefan, foi muito extremamente satisfatória. A prova disso é que Castillo seguiu no time de Blake, enquanto Terisa foi roubada por Cee Lo Green!

Na outra disputa da noite no time Blake, duas vozes femininas foram colocadas frente a frente. Suzanna Choffel e Lelia Broussard têm estilos parecidos, apesar de particularidades em suas vozes. Ambas tem timbres que flertam muito bem com o indie rock. A escolha por “Dog Days Are Over”, do Florence and the Machine, foi perfeita. Venceu aquela que conseguiu se adaptar melhor aos treinamentos: a professora de música, Suzanna Choffel.

Mas o melhor embate da noite ficou para o duo formado no time de Cee Lo Green. Nicholas David e Todd Kessler tem vozes bastante diferentes, mas que se combinaram muito bem durante a apresentação de “She’s Gone”, popularizada pela dupla Hall & Oats. Vitória de suave voz de Nicholas David, o cara que, segundo Blake Shelton, parece Jesus!

COMPARTILHAR
Vicente Pardo: Editor do Nação da Música desde 2012, formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas em 2014. A música sempre foi sua paixão e não consegue viver sem ela. É viciado em procurar artistas novos e não consegue se manter ouvindo a mesma coisa por muito tempo. Também é um apaixonado por séries de TV e cultura pop.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!