Wolf Alice: o primeiro single de cada álbum da banda

Wolf Alice
Foi em 2010 que a banda Wolf Alice deu os primeiros passos quando dois de seus membros, a vocalista Ellie Rowsell e o guitarrista Joff Oddie, formaram um duo. Dois anos mais tarde, Theo Ellis e Joel Amey, baixista e baterista respectivamente, entraram para dar início a formação original que vemos até hoje.

Nomeados ao Grammy na categoria de Melhor Performance de Rock em 2016, os britânicos possuem dois discos até o momento “My Love Is Cool” e “Visions of a Life”, sendo que esse último foi lançado na última sexta-feira (29) – e é sobre eles e seus singles que falaremos hoje na coluna!

“My Love is Cool” (2015)


Nem faz tanto tempo assim que Wolf Alice surgiu com o álbum “My Love is Cool”. Mas, mesmo nascendo em meados de 2015, é para os anos 90 que eles querem nos levar quase como uma sessão de nostalgia com uma mistura que hora é bastante agitada e hora bastante melancólica – e seu início se dá com “Giant Peach”.

O primeiro single oficialmente lançado para o álbum (já que duas músicas que eles tinham ganharam novas versões) carrega em sua melodia uma das duas facetas aqui apresentadas. O grupo de rock alternativo traz um som mais estridente e versos mais gritados, algo que também pode ser encontrado em outras canções.

Porém, a questão com essa primeira música é que ela pode não ser uma representante tão perfeita assim para um disco que une elementos e não cria algo completamente homogêneo. Se algumas músicas possuem uma sonoridade mais positivas, outras te puxam rapidamente para uma vibe bem contrária a isso – sem criar realmente uma conexão entre as faixas.

Para um debute, isso pode ter incomodado algumas pessoas que esperavam um som mais original vindo da banda britânica. Mas, ao mesmo tempo, nos dá aquela sensação de que eles têm muito mais a oferecer, muita qualidade vocal e instrumental para se trabalhar e mostrar isso futuramente.

Outros singles para ouvir: “Bros”, “You’re a Germ”, “Freazy” e “Lisbon”.

“Visions of a Life” (2017)


Se a falta de homogeneidade no trabalho anterior era visível, “Visions of a Life” chega em 2017 para suprir essa necessidade. Do começo ao fim, Wolf Alice consegue um trabalho íntegro e mostra toda a maturidade que adquiriu nesses dois anos para este segundo álbum, que tem como primeiro single “Yuk Foo“.

O grupo se equilibra em sua sonoridade e traz no decorrer das faixas muito mais complexidade, versos trabalhados e a excelente voz da vocalista Ellie Rowsell. E todo o peso e energia encontrados em “Yuk Foo” – em sua melhor versão do que serviu de inspiração para o primeiro álbum – se espalha contagiosamente pelas canções dando a cada uma delas individualidade e, ao mesmo tempo, a sensação de pertencer a aquele trabalho como um todo.

Talvez o mais interessante de “Visions of a Life” seja a forma com que eles unem essa energia explosiva e contagiante de algumas canções com a introspecção das outras, mostrando ser possível misturar elementos de uma maneira original e que o tempo só os ajudou a lapidar tudo o que tinham de melhor.

Outros singles para ouvir:Don’t Delete the Kisses“, “Beautifully Unconventional” e “Heavenward”.

Deixe seu comentário no final da página, marque aquele seu amigo que também curte o Wolf Alice, e acompanhe a Nação da Música nas Redes Sociais: Facebook, Twitter, Spotify e Instagram.

COMPARTILHAR
Formada em jornalismo, considera a música uma de suas melhores amigas e poderia facilmente viver em todos os festivais. Bandas preferidas? McFLY e Queens of the Stone Age.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!