Coluna#01: Saiba tudo sobre a banda KISS.

— História

O Nascimento

Quando o grupo Wicked Lester chegou ao fim, Paul Stanley e Gene Simmons decidiram criar uma nova banda
para ser um super grupo e para isso colocaram anúncios em jornais e revistas para achar novos
músicos. A um destes anúncios respondeu o baterista Peter Criss para fazer o teste estando
bem vestido perguntaram para ele: “Se num show a gente lhe pedir para ir fantasiado de mulher,
você vai?”, Após ter um sorriso comico e uma resposta positiva ele é chamado para entrar na
banda, Mas o trio ainda precisava de mais um integrante para a banda.
No dia do teste para escolherem um guitarrista, uma fila imenssa se forma ao redor do local e
enquanto os testes eram realizados, um cara mal vestido, com um tenis diferente do outro e mal
aparecia corta a fila e passa na frente de todo mundo ligando sua guitarra sem ser chamado, Paul
manda ele se calar, sentar-se e esperar sua vez, o nome do rapaz era Ace Frehley.
Assim nasce o KISS, com o logo original criado por Paul Stanley e aperfeiçoado por Ace Frehley

Os primeiros anos

Nos primeiros concertos, o KISS já trazia sua marca registrada, as máscaras. Acompanhadas de
seus trajes espalhafatosos ao seu modo. Seus primeiros shows foram no “New York Coventry Club”
e o cachê era correspondente a U$ 35,00 por noite. Em 1973 enquanto faziam um de seus shows já
tocando músicas próprias, Bil Aucoin os descobriu e no mesmo ano assinaram com a Casablanca
Records

Os primeiros cds

O seu primeiro cd intitulado de “KISS” saiu em 1974 com músicas que continham toques de humor,
sensualidade e provocação caracterizando um genero em todas suas músicas. O segundo cd sai no
no mesmo ano em 1974, já esse batizado de “Hotter than Hell”, os cds continham um repertório bom
e único mas a banda enfretava seu primeiro gtande problema, as vendagens lentas dos seus 2 cds.
O Kiss não desistia fácil, então seguindo essa lógica lançaram o album “Dressed to kill” em 1975
o curioso é que nesse album composições da época da Wicked Lester estavam presentes no set list
do cd, em um dia de gravação para o “Dressed to kill” o empresário da banda deu um conselho
peculiar ao KISS, ele disse que a banda precisava de uma música em que o público soubesse que
era isso em que a banda acredita, após ouvir o conselho Paul repetia incessantemente enquanto a
banda voltava para casa a seguinte frase “I wanna rock n’ roll all nights and party everydays”
Gene logo entrou com um verso e assim o maior hit do KISS foi concretizado, mas mesmo assim o
terceiro album deles vendia muito pouco

O sucesso

O KISS estava disposto a ser famoso mundialmente, então inssistiram para que a gravadora deles
lançasse um cd ao vivo e duplo, mas na epóca ninguém estava interessado num cd ao vivo e duplo.
Após muita inssistencia eles conseguem e lançam o “Alive!” o primeiro cd ao vivo do KISS, nele
estava depositado as últimas esperanças da banda e da gravadora que já não tinha muito dinheiro
naquela altura do campeonato.
Surpreendente foram as vendas desse album, que alcançaram um patamar nunca imaginado pela
banda e pela gravadora, agora o KISS de acompanhamento se tornara a atração principal por onde passava.

A separação

o KISS continua a todo vapor e lança em 1979 o aclamado “Dynasty”, cujo trazia hits como “I was
made for loving you” e “Sure know something”, O KISS então se depara com outro problema Peter
Criss, o baterista começou a se afundar em drogas e bebidas.
No mesmo ano gravam o album “Unmasked” mas só lançam o mesmo em 1980, Peter não participou da
gravação de nhuma faixa do album, apenas na gravação do clipe “Shandi”, após mais problemas com
Peter Criss o baterista Eric Carr entra para banda.
Em 1981 é lançado o “Music from the elder” neste álbum, o Kiss muda radicalmente seu estilo, e
não agrada ao público em geral. Pela primeira vez desde seu surgimento, via-se uma foto da banda
com os integrantes de cabelos curtos e com roupas mais discretas, apesar de continuarem
utilizando as maquiagens.
No começo de 1982, por insistência da gravadora, lançaram a coletânea Killers com 4 músicas
inéditas, o álbum não foi lançado nos EUA. Ace não participou de nenhuma delas, Bob Kulick
gravou as músicas em seu lugar.
Nas gravações do novo album o “Creatures of the night” Ace Frehley sofreu um acidente de carro
que o impossibilitou de tocar no album, participando apenas do clipe de “I love it loud” outro
gigantesco hit do KISS. Após problemas com o alcoolismo e drogas Ace sai da banda

As máquiagens se vão

Ace Frehley fora substituido por vinni Vincent, que segundo a própria banda é a pessoa mais auto
destrutiva do mundo, mesmo assim eles lançam o fabuloso hit “Lick it up” no cd de mesmo nome. A
novidade nesse album era o golpe de públicidade, o KISS decidiu tirar as máscaras. Esse album
pode ser considerado como um marco zero na história do rock, a criação do Glam metal (estilo que
o Kiss foi o principal precurssor).
Após a turnê Vinni sai para a entrada de Mark St. John (O cara mais azarado do mundo). Junto do
novo guitarrista o KISS lança o fabuloso “Animalize” com um dos melhores singles da banda o
“Heaven’s on fire”. Mark St John conseguiu tocar um concerto inteiro apenas, pois foi arremetido
por uma artrite nas mãos. Por causa desse problema no meio da turnê ele sai da banda, em seu
lugar entra seu substituto Bruce Kulick.
Em 1985 sai o “Asylum” contendo o grande sucesso “Tears are falling”, após um ano sem lançar
nada de novo no mercado sai o “Crazy crazy nights” um de seus melhores cds.
Passasse um ano e em 1988 sai a coletania “Smashes, trashes and hits” contendo duas músicas
novas, mais um ano se passa e o KISS lança o “Hot to the shade” contendo um de seus maiores hits
o “Forever”

Adeus Eric

Em Abril de 1991, Eric Carr, que havia substituído Peter Criss, descobre que possuia um raro
tipo de câncer no coração. No dia 24 de Novembro, seis meses após descobrir a doença, morre.
Após sua morte, é substituído por um baterista de mesmo nome, Eric, Eric Singer, que havia
tocado na turne solo do Paul Stanley, a nova banda lança o “Revenge”.
No ano seguinte, 1993, aproveitando a turnê de Revenge, lançaram mais um ao vivo, Alive III.
Em 1995, a MTV convida o Kiss a fazer um álbum acústico, da série Unplugged da MTV. Gravado no
dia 9 de Agosto de 1995, nos estúdios da Sony, o álbum Kiss Unplugged contou com a presença dos
integrantes originas, Peter Criss e Ace Frehley. O álbum ganhou uma versão em DVD e,
posteriormente, um DVD sem cortes.O KISS já vinha fazendo essas apresentações em eventos
organizados pelos fãs, as KISS Conventions, partido dai o interesse da Mtv em convidalos para o
especial.

A volta

Em 1997 o Kiss lança Carnival Of Souls: The Final Sessions, mas ainda com Bruce e Singer, na
minha opinião o pior cd da história do KISS.
Mas a banda se redime com o espetacular “Psycho Circus”, lançado em 1998, volta com a formação
original, e com uma nova turnê. Posteriormente foi lançada uma versão dupla do álbum, cujo
segundo disco continha músicas gravadas durante um concerto da turnê. A “Psycho Circus Tour”,
turnê do álbum, teve dois concertos no Brasil, um em Porto Alegre no Jockey Club e outro no
Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

No ano de 2000 o Kiss anuncia uma Farewell Tour, que seria a turnê de despedida da banda. No
meio da turnê Peter Criss teve que se ausentar por problemas de artrite, e em seu lugar voltou o
ex-baterista da banda Eric Singer, desta vez com a maquiagem de Peter. Após a turnê, que deveria
ser a última, o Kiss decide fazer um novo álbum ao vivo, este que seria junto com a Orquestra
Sinfonica de Melbourne.

O Presente

Ace Frehley sai da banda e não participa do concerto. Em seu lugar, entra Thommy Thayer, que já
havia produzido alguns álbuns da banda. Peter Criss, já recuperado, volta para fazer o concerto.
No dia 28 de Fevereiro de 2003, em Melbourne, o Kiss faz um concerto para entrar para história.

Após o concerto Eric Singer volta para a banda, e parte para uma nova turnê, a “World Domination
Tour” que foi realizada juntamente com outra banda de Hard Rock americana, o Aerosmith. Mais
tarde, no ano de 2004 é dado o ínicio á turnê “Rock The Nation Tour”, que rendeu até um DVD que
foi gravado em 2004, mas foi só lançado no final de 2005.

Em 2009, a banda se apresentou no Brasil, ainda pela “Kiss Alive 35 World Tour”. Foram dois
shows, o primeiro em São Paulo, dia 7 de abril, na Arena Anhembi e na Praça da Apoteose, no Rio
de Janeiro, no dia seguinte. E nesse mesmo ano sai o novo cd do KISS, que ao que a banda disse
saira ao estilo de “Rock n’ roll over” é esperar para creer.

— Formações

1973-1980
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Ace Frehley – Vocais e Guitarra Solo
Peter Criss – Vocais e Bateria

1980-1982
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Ace Frehley – Vocais e Guitarra Solo
Eric Carr – Vocais e Bateria

1982-1984
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Vinnie Vincent – Guitarra Solo e Vocal de Apoio
Eric Carr – Vocais e Bateria

1984
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Mark St. John – Guitarra Solo
Eric Carr – Vocais e Bateria

1984-1991
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Bruce Kulick – Vocais de apoio e Guitarra Solo
Eric Carr – Vocais e Bateria

1991-1997
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Bruce Kulick – Vocais e Guitarra Solo
Eric Singer – Vocais e Bateria

1997-2001
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Ace Frehley – Vocais e Guitarra Solo
Peter Criss – Vocais e Bateria

2001-2002
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Ace Frehley – Vocais e Guitarra Solo
Eric Singer – Vocais e Bateria

2003
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Tommy Thayer – Guitarra Solo e Vocal de Apoio
Peter Criss – Vocais e Bateria

2004-Atualmente
Gene Simmons – Vocais e Baixo
Paul Stanley – Vocais e Guitarra Rítmica
Tommy Thayer – Guitarra Solo e Vocal de Apoio
Eric Singer – Vocais e Bateria

— Discografia

Estúdio

1974 Kiss
1974 Hotter Than Hell
1975 Dressed To Kill
1976 Destroyer
1976 Rock And Roll Over
1977 Love Gun
1978 Paul Stanley
1978 Gene Simmons
1978 Ace Frehley
1978 Peter Criss
1979 Dynasty
1980 Unmasked
1981 Music From “The Elder”
1982 Creatures Of The Night
1983 Lick It Up
1984 Animalize
1985 Asylum
1987 Crazy Nights
1989 Hot In The Shade
1992 Revenge
1997 Carnival Of Souls
1998 Psycho Circus

Ao vivo

1975 Alive!
1977 Alive II
1993 Alive III
1996 Kiss Unplugged
2003 Kiss Symphony: Alive IV

Coletâneas

1976 The Originals
1978 The Originals II
1978 Double Platinum
1979 The Best Of Solo Albums
1982 Killers
1988 Chikara
1988 Smashes, Thrashes & Hits
1996 You Wanted the Best, You Got The Best!!!
1997 Greatest KISS
1997 Greatest Hits
2001 The Box Set
2002 The Very Best of KISS
2003 The Millennium Collection: The Best Of Kiss
2004 The Millennium Collection: The Best Of Kiss, Vol. 2
2004 KISS Gold 1974-1982
2005 KISS Chronicles
2006 The Millennium Collection: The Best Of Kiss, Vol. 3
2006 KISS Alive 1975-2000

Tributos

1994 Kiss My Ass: Classic Kiss Regrooved

— Turnês

1973 – Club Tour
1973 – 74 – Kiss Tour
1974 – 75 – Hotter Than Hell Tour
1975 – Dressed To Kill Tour
1975 – 76 – Alive! Tour
1976 – Destroyer Tour
1976 – 77 – Rock And Roll Over Tour
1977 – Love Gun Tour
1977 – 78 – Alive II Tour
1979 – Dynasty Tour
1980 – Unmasked Tour
1982 – 83 – Creatures Of The Night Tour
1983 – 84 – Lick It Up Tour
1984 – 85 – Animalize Tour
1985 – 86 – Asylum Tour
1987 – 88 – Crazy Nights Tour
1990 – Hot In The Shade Tour
1992 – Revenge Tour
1994 – Kiss My Ass Tour
1995 – Kiss Convention World Tour
1996 – 97 – Alive/Worldwide Tour
1998 – 99 – Psycho Circus Tour
2000 – 01 – Kiss Farewell Tour
2003 – World Domination Tour
2004 – Rock The Nation Tour
2006 – Rising Sun Tour
2007 – Hit N’ Run Tour
2008 – 09 – Kiss Alive/35 World Tour

COMPARTILHAR
A redação é comandada por Rafael Strabelli, Editor Chefe e Fundador da Nação da Música, que existe desde 2006. O site possuí mais de 20mil publicações entre notícias, shows, entrevistas, coberturas, resenhas, videoclipes e muito conteúdo exclusivo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!