The Voice USA (5) – Confira as apresentações do Top 12 da temporada

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O Top 12 dessa temporada subiu ao palco na última segunda-feira (11). Somente 10 competidores passam para a próxima fase, na semana que vem. Os resultados serão conhecidos nesta terça-feira!

- ANUNCIE AQUI -

A noite começou com a mistura incrível que resulta na incrível voz de Caroline Pennelll. A grande importância de Cee Lo no treinamento de Caroline é conseguir levá-la para fora de sua zona de conforto. E pelo visto as aulas foram muito bem aproveitadas pela competidora, que fez uma ótima apresentação de “Wake Me Up”, o grande hit de Avicii.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

A primeira voz do time de Christina Aguilera a subir no palco foi Josh Logan. Josh foi salvo por sua treinadora durante a última fase do programa, e agora precisa provar muito mais do que já mostrou na competição. Ele fez uma apresentação um pouco mais pop do que estava acostumado na outras fases do programa, com “Man In The Mirror”, do Michael Jackson.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

James Wolpert, representante do time de Adam Levine, foi o único competidor a conseguir alcançar o Top 10 do iTunes durante a fase passada do programa, o que aumenta ainda mais as expectativas pela sua apresentação. James fez uma apresentação muito mais agitada que a na última semana, cantando “Mr. Brightside”, do The Killers.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- PUBLICIDADE -

O time de Blake Shelton começou a noite com uma apresentação de Austin Jenckes, uma das grandes esperanças do astro country nesta temporada. Austin tem suas raízes tanto no country como no rock, o que dá a sua voz a capacidade de apresentar diferentes estilos. Esta versatilidade foi muito bem trabalhada por Shelton na performance de “It’s a Great Day To Be Alive”, do Travis Tritt.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Na sequência foi a vez de Jacquie Lee, a mais jovem voz desta temporada e representante do time de Christina Aguilera. Uma voz jovem, pop, poderosa vinda de uma competidora com uma grande presença de palco. Com certeza Jacquie está sendo treinada pela pessoa certa nessa competição, o que ficou evidente após a apresentação de “Love Is Blindness”, do U2.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Ray Boudreaux está em débito com seu treinador, e precisa compensar nesta rodada. Ray foi salvo por Blake na última rodada e agora tem que mostrar que tem as credenciais necessárias para levar o seu treinador a quarta vitória seguida no The Voice. Mostrando um lado mais doce e romântico, Boudreaux apresentou “All  Of Me”, de John Legend.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Kat Robichaud também foi mantida na competição por escolha de seu treinador, Cee Lo Green. Kat mostrou para seu treinador, nas fases passadas, que tem uma voz bastante versátil, um pacote completo para ir longe da competição. A escolha de música para esta rodada foi exatamente para mostrar esta versatilidade, “Sail”, do Awolnation.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

O time de Cee Lo seguiu no palco, desta vez representado por Jonny Gray. O roqueiro é uma certeza no time de Green, desde o principio da temporada mostra o seu enorme potencial. Gray demonstrou nesta fase um novo lado de sua voz, um lado mais calmo, durante a apresentação de “Another Day In Paradise”, clássico de Phil Collins.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Falando em certezas, Tessanne Chin é um ponto seguro no time de Adam Levine. Mostrando uma evolução absurda desde o começo na competição. Com muita emoção, o que potencializou a sua poderosa voz, Tessanne fez uma incrível performance de “My Kind Of Love”, de Emeli Sandé.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Matthew Schuler encerrou as apresentações no time de Christina Aguilera. Matthew voltou as suas raízes musicais nesta fase do programa, o que pode ser extremamente decisivo para mantê-lo nesta temporada do The Voice. Schuler fez uma belíssima apresentação do clássico “Hallelujah”, de Jeff Buckley.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- PUBLICIDADE -

A última voz do time de Blake Shelton a subir no palco foi Cole Vosbury. Descobrimos neste programa que a música foi o porto seguro para Cole enfrentar uma perda importante na sua vida. Vosbury ousou nesta fase, cantando “Adorn”, do rapper Miguel. O que poderia ser algo arriscado acabou resultando em uma surpreendente apresentação.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Quem fechou a nossa noite de apresentações foi Will Champlin, outro representante que foi salvo por seu treinador na última fase do programa. Will tem um ótimo potencial e por isso foi mantido por Adam na sua equipe. Will apresentou “Demons”, do Imagine Dragons, e parece ter aproveitado muito bem o seu treinamento.

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Vicente Pardo: Editor do Nação da Música desde 2012, formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas em 2014. A música sempre foi sua paixão e não consegue viver sem ela. É viciado em procurar artistas novos e não consegue se manter ouvindo a mesma coisa por muito tempo. Também é um apaixonado por séries de TV e cultura pop.