Especial: The Voice USA (5) – Veja as apresentações do Top 8 da temporada

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

- ANUNCIE AQUI -
@nacaodamusica

O Top 8 da temporada se apresentou na última segunda-feira (26), buscando uma vaga na próxima fase do programa. A noite reservou ainda algumas performances especiais, como a de Robin Thicke. Ele mostrou o seu novo single, “Feel Good”.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

- ANUNCIE AQUI -

Quem abriu a noite de performances foi James Wolpert, uma das vozes mais fortes da temporada. Representante do time de Adam Levine, James fez uma escolha ousada para esta fase do programa. Ele apresentou “Somebody To Love”, clássico do Queen, e segue surpreendendo o público.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Na sequência outra poderosa voz do time de Adam subiu a palco. A jamaicana Tessanne Chin consegue unir diferentes influências, dando a sua voz uma sonoridade pop diferenciada e muito cativante. Usando essas influências de reggae, pop e rock, Tessanne fez uma sólida apresentação de “Underneath It All”, do No Doubt.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Outra voz feminina se apresentou depois. Caroline Pennell é a única voz sobrevivente no time de Cee Lo Green, e tem muito potencial para dar ao treinador a sua primeira vitória no The Voice. Com o poder de escolher a sua canção nesta fase, Caroline apresentou “Dog Days Are Over”, da Florence And The Machine. Uma música perfeita para a sua voz, o que ficou claro após a sua apresentação.

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Antes de seguirmos com as apresentações que valem voto do público, tivemos outra performance especial. Os competidores Cole Vosbury, Ray Boudreaux, Tessanne Chin e Will Champlin uniram forças para mostrar “One Day”, de Matisyahu.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Cole Vosbury seguiu no palco, desta vez para trabalhar “solo”. Representante do time de Blake Shelton, Cole vem demonstrando uma grande evolução ao longo da temporada. A cada semana Vosbury vem aprendendo a mesclar suas influências e a lidar com sua timidez. Esta evolução ficou clara com a ótima apresentação de “I Still Believe In You”, de Vince Gill.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Assim com o time de Blake, a equipe de Christina Aguilera tem dois competidores no Top 8. Competidores com fortes vozes, como a de Matthew Schuler. Matthew é um daqueles competidores que tem bastante versatilidade, e consegue refletir suas diversas influências na música. A apresentação de “It’s Time”, o poderoso single do Imagine Dragons, foi digna da energia que a música transmite.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Matthew seguiu no palco, só que acompanhado por Caroline Pennell, Jacquie Lee e James Wolpert. O grupo apresentou “Lego House”, música de Ed Sheeran, que foi auxiliar técnico do time de Christina nesta temporada.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

O surpreendente Will Champlin seja, talvez, o competidor que mais cresceu e aprendeu com as dificuldades ao longo desta temporada. Cheio de idas e vindas e momentos de quase eliminação, Will tem crescido muito com os ensinamentos de Adam, e responsável por dar ao time do líder do Maroon 5 a vantagem de ter 3 competidores no Top 8. Champlin fez uma apresentação incrível de “At Last”, da Etta James, e é forte candidato a estar na próxima fase.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Ray Boudreaux é outra esperança de Blake Shelton levar o campeonato pela quarta vez. Ray se destaca por conseguir dar um toque pessoal as suas apresentações. Algo que pode funcionar perfeitamente mas também pode ser arriscado, levando em conta que a decisão nesta fase está no voto do público. Porém, com suas influências de country e rock, Boudreaux fez uma boa apresentação de “Gimme Some Lovin’”, do The Spencer David Group.

- ANUNCIE AQUI -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Ao longo das temporadas, o The Voice já nos deus vários exemplos de que idade não é barreira para vencer a competição. Mas isso não quer dizer que não nos surpreendemos quando um jovem competidor demonstra tanto potencial. E é isso que acontece com Jacquie Lee, do time de Christina Aguilera e que encerrou a noite de apresentações. Christina, que sabe muito bem o que é ser uma estrela juvenil, tem treinado muito bem Jacquie, o que ficou claro com a forte apresentação de “Who’s Lovin’ You”, do Jackson 5.

- PUBLICIDADE -

Inscreva-se no canal da Nação da Música no YouTube, e siga no Instagram e Twitter.

Vicente Pardo: Editor do Nação da Música desde 2012, formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas em 2014. A música sempre foi sua paixão e não consegue viver sem ela. É viciado em procurar artistas novos e não consegue se manter ouvindo a mesma coisa por muito tempo. Também é um apaixonado por séries de TV e cultura pop.