NM Apresenta: Conheça a banda Kongos

O destaque desta semana na coluna NM Apresenta é a banda Kongos. O grupo é formado pelos quatro irmãos Kongos: Johnny nos vocais e teclado, Jesse na bateria e percussão, Daniel na guitarra e Dylan no baixo. Eles passaram grande parte da infância entre Johannesburgo, na África do Sul, e Londres. A família tem origem grega, e os jovens frequentaram a Greek Saheti School enquanto ainda moravam em território sul-africano. Desde 1996 os irmãos vivem nos Estados Unidos.

- PUBLICIDADE -
Maneva

Tantas culturas diferentes influenciam diretamente na sonoridade do Kongos, que mistura elementos do rock com toques da música popular da África do Sul. A família também teve papel decisivo na vida dos rapazes, que são filhos de John Kongos, conhecido músico e compositor sul-africano que fez bastante sucesso nos anos 60 e 70.

- PUBLICIDADE -

O primeiro álbum oficial do grupo foi lançado em 2012. “Lunatic” foi sucesso imediato na África do Sul. O single de estreia, “I’m Only Joking” chegou ao topo das paradas de várias rádios do país. No mesmo ano a banda começou a chamar atenção, e participou de festivais importantes e abriu shows para bandas renomadas, como o Linkin Park, em passagem pelo país.

- PUBLICIDADE -

Em outubro de 2013 a banda deu outro passo importante na sua carreira, lançando de forma independente “Lunatic” nos Estados Unidos. As resultados também foram rápidos. Tanto “I’m Only Joking” como o novo single, “Come With Me Now”, ganharam destaque na mídia especializada norte-americana. O segundo single chegou a alcançar a marca de single da platina na Terra do Tio Sam e no Canadá.

- PUBLICIDADE -

Como resultado de tanto sucesso, em 2014 o Kongos assinou contrato com a gravadora Epic Records, que relançou “Lunatic”, aumentando ainda mais a visibilidade dos sul-africanos no continente americano.

Vicente Pardo: Editor do Nação da Música desde 2012, formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas em 2014. A música sempre foi sua paixão e não consegue viver sem ela. É viciado em procurar artistas novos e não consegue se manter ouvindo a mesma coisa por muito tempo. Também é um apaixonado por séries de TV e cultura pop.